Automação logística: alcance rapidamente o ROI

16 Janeiro 2020

Pouco a pouco, os armazéns tradicionais evoluem até se converterem em armazéns automáticos. Progressivamente, os profissionais do setor estão a optar pela automatização logística. Na grande maioria dos casos, esta decisão é adotada com o objetivo de reduzir certos custos logísticos (mão de obra, gastos com eletricidade, armazenamento, etc.) e aproveitar cada pedaço da superfície de um armazém.

Alguns números sobre a automatização de um armazém

Muitos especialistas do setor tomam a decisão de automatizar o armazém, sobretudo, quando percebem os impressionantes resultados e vantagens que podem obter:

  • Os sistemas de armazenagem automática têm uma vida útil de 20 a 25 anos. Evidentemente, para alcançar tal longevidade, será obrigatório manter as suas máquinas e fazer as manutenções e reparações necessárias.
  • Em média, é possível conseguir um retorno sobre investimento (ROI) depois de aproximadamente cinco anos.
  • Um transelevador gerido por três postos de trabalho e três funcionários pode fazer o trabalho de nove empilhadores elevatórios e nove funcionários.
  • Os custos de manutenção de um sistema tradicional de armazenagem (empilhadores, porta palete, etc.) costumam ser mais altos que os gastos de um sistema de armazenagem automática.
  • Os custos de aluguer de equipamentos de manuseio convencionais costumam ser menos rentáveis no longo prazo que os de um sistema de armazenagem automática: os volumes manuseados são mais baixos.
  • Os sistemas de armazenagem automática podem armazenar aproximadamente 40% mais de paletes em um armazém automático do que em um armazém tradicional (com estantes industriais convencionais e equipamentos de manuseio tradicionais).
  • Ao longo dos anos, o nosso setor observou como os armazéns frigoríficos e as câmaras frias, com a introdução de sistemas automáticos nos seus processos logísticos, puderam reduzir drasticamente os custos energéticos, um fator nada desprezível.

A automatização logística mais de perto

Antes de embarcar na automatização de seu armazém, primeiro é preciso compreender como funciona e o que isso implica.

O sistema de armazenagem com transelevador automático conta com seis fatores principais:

  • Uma estante para armazenar as mercadorias.
  • Um berço que se desloca.
  • Um carril ou mastro para que o berço possa deslocar-se de cima para baixo ou de um lado para o outro.
  • Um sistema de fixação para manusear os artigos.
  • Um transportador para garantir o princípio "produto ao homem".
  • Um Sistema de Gestão de Armazéns (WMS) para gerir cada uma das operações.

É perfeitamente possível ver armazéns equipados com transportadores, embora sem transelevadores.

Transportador industrial instalado num armazém
Transportador industrial instalado num armazém

Na Mecalux, dispomos de uma ampla gama de sistemas de armazenagem automática, cujas dimensões podem ser personalizadas facilmente: transelevadores de caixas, transelevadores de paletes, transportadores de paletes, transportadores de gavetas ou caixas, etc.

Projetamos a solução que se adaptará às necessidades e dimensões do seu armazém:

A configuração e o projeto dos corredores do sistema de armazenagem dependem dos volumes e tipos de produto armazenado. Para criar a melhor solução, precisamos conhecer a rotatividade de stock e a quantidade de referências disponíveis no armazém.

Inclusive antes de dar início às obras, recomendamos que entre em contato com os nossos profissionais para juntos realizarmos um balanço da sua situação, fazer cálculos, avaliar a necessidade de automatização logística e calcular o ROI. Para isso, não hesite em entrar em contato conosco através deste formulário de contato. A nossa equipa terá grande satisfação em atendê-lo.