A armazenagem "on-demand" torna a logística mais flexível

17 Agosto 2021

O surgimento de novas tendências de consumo, como a omnicanalidade ou o e-commerce, obrigou as empresas a procurarem soluções para responder à complexidade da logística 4.0. Os armazéns on-demand, a evolução dos 3PLs, vieram para ficar.

É importante lembrar que a terceirização da logística nas empresas é uma tendência crescente. Um estudo da consultora Global Market Research sobre o tema apontou que este setor, que já excede os bilhões de dólares em faturação, continuará a crescer a uma taxa anual de 9% até 2026.

Neste artigo, lançamos luz sobre o conceito de armazenagem on-demand, quais são os fatores de seu surgimento e, sobretudo, quais os setores que podem ser mais afetados por esta nova tendência logística.

A armazenagem flexível refere-se à terceirização de serviços de logística por um curto período de tempo
A armazenagem flexível refere-se à terceirização de serviços de logística por um curto período de tempo

O que é "warehousing on-demand" ou armazenagem flexível?

A armazenagem on-demand é a evolução do conceito de operador logístico ou 3PL. Num contexto onde as empresas administram cada vez mais referências e onde o comércio eletrônico intensificou a sazonalidade do mercado, as empresas exigem flexibilidade na sua logística.

A armazenagem on-demand pode ser definida como "a capacidade de aceder os serviços de armazenagem e preparação de pedidos quando necessário, sem estar vinculado a contratos de longo prazo".

Ao contrário dos serviços logísticos tradicionais, a armazenagem on-demand nasceu como uma tendência em que operações como recebimento, armazenagem e preparação de pedidos são terceirizadas de acordo com o volume de mercadoria a ser administrado e por um curto período de tempo.

Noutras palavras, um operador de armazenagem on-demand fornece serviços de transporte, armazenamento e preparação de pedidos para empresas que não conseguem atender aos picos de procura no seu próprio armazém. Normalmente, esses operadores possuem a tecnologia mais recente para poder gerir as mercadorias de diferentes clientes sem erros (um poderoso sistema de gestão de armazém é essencial). A Mecalux, de fato, desenvolveu vários projetos de automação de armazéns para operadores 3PL (Havi Logistics, Luís Simões, entre outros).

Em qualquer caso, a principal diferença entre os operadores on-demand e 3PLs é a duração do contrato. Com um 3PL, a empresa contratante confia toda ou parte da sua logística, a médio ou longo prazo. Em vez disso, as empresas recorrem à armazenagem sob procura durante períodos muito específicos, com o objetivo de reforçar a sua logística em determinadas situações.

Aplicações de um armazém on-demand

Cada vez mais empresas de todos os setores estão a optar por terceirizar a sua logística para garantir entregas ágeis e eficientes aos seus clientes finais. Sem surpresas, é o e-commerce que está mais interessado na armazenagem flexível, uma vez que as vendas on-line sofrem de uma alta sazonalidade do produto.

A grande vantagem da armazenagem flexível é que ela não requer um compromisso de longo prazo. Portanto, é possível optar por estes serviços em situações para as quais sabemos que o nosso armazém não está preparado. Vamos ver alguns casos em que pode ser útil terceirizar a logística seguindo este modelo:

  • Campanhas de alta procura: desde o Dia dos Namorados até o Natal, as empresas devem ser capazes de adaptar a sua logística a curtos períodos de alta intensidade. Por esta razão, um fornecedor de warehousing on demand fornece mais espaço e mais pessoal sem que as empresas tenham que reorganizar o seu próprio armazém.
  • Cadeias de abastecimento omnichannel: existem muitas empresas que optam pela omnicanalidade, ou seja, combinam a venda física com a gestão de pedidos online (canal de e-commerce). Assim, as empresas terceirizam parte significativa dos seus pedidos para um fornecedor especializado em logística de e-commerce.
  • Excesso de stock: os armazéns on-demand permitem que as empresas tenham uma capacidade extra de armazenagem nos momentos em que há excesso de stock no centro logístico principal. Embora seja uma tendência a evitar, a complexidade dos pedidos no comércio eletrónico, com milhares de referências, dificulta o ajuste do stock.
  • Abrir novos mercados/lançar produtos: não são apenas as organizações mais pequenas que estão a utilizar esta nova tendência. Nos Estados Unidos e na Europa, cada vez mais as médias e grandes empresas estão a utilizar esses armazéns para introduzir novos produtos e abrir mercados. Esta solução é ideal para armazenar mercadorias com menor rotatividade e assim não ter que investir em novos sistemas de armazenagem no principal centro logístico até que o produto esteja consolidado no mercado.

Por outro lado, ainda existem setores que podem ser relutantes em apostar na armazenagem flexível, já que a logística tradicional 3PL está profundamente enraizada nos seus negócios. Sem ir mais longe, o exemplo mais claro é a indústria de alimentos, onde praticamente não existe sazonalidade dos produtos e onde as unidades de carga ainda são principalmente paletes. Dessa forma, essas empresas não veem a necessidade de variar a sua força de trabalho ou os seus espaços logísticos de acordo com a temporalidade do produto.

A armazenagem on-demand permite que as empresas de comércio eletrónico tenham a tecnologia de armazenagem mais recente
A armazenagem on-demand permite que as empresas de comércio eletrónico tenham a tecnologia de armazenagem mais recente

Flexibilidade para garantir um serviço logístico ágil e eficiente

Num contexto de máxima complexidade de operações, as empresas omnichannel já não necessitam de grandes estruturas de armazenagem, mas a sazonalidade dos seus produtos e o mercado global obriga a ter flexibilidade na logística.

Com armazéns flexíveis, as organizações podem responder a temporadas de alta procura, sem a necessidade de modificar o layout do armazém ou implementar novos sistemas de armazenagem.

Por este motivo, os armazéns on-demand estão a ganhar terreno sobre a terceirização logística tradicional (3PL), oferecendo um serviço mais especializado por um período de tempo específico.