3PL: os benefícios da terceirização logística

14 Abril 2022

Atualmente, existem muitas empresas que não dispõem de recursos suficientes para realizar a armazenagem e distribuição de toda a sua mercadoria. Nessa situação, uma boa solução é terceirizar a logística e confiar num operador 3PL.

De acordo com o 23º Annual Third-Party Logistics Study, elaborado por entidades de renome como Infosys Consulting, Penn State University, Penske Logistics e Korn Ferry, 89% das empresas que trabalham com um operador 3PL afirmam que esse fator as ajudou a melhorar o serviço e, portanto, satisfazer os seus clientes finais.

Neste artigo, iremos analisar as peculiaridades dos operadores 3PL, as vantagens e desvantagens de trabalhar com eles e qual a importância de um sistema de gestão de armazém eficiente.

O que é 3PL em logística?

A logística 3PL (Third Party Logistics), também conhecida como logística se terceiros ou logística terceirizada, refere-se aos serviços que uma empresa contrata de um fornecedor para realizar a sua logística, bem como armazenagem, preparação de pedidos ou transporte da mercadoria.

Desta forma, o prestador de serviços 3PL torna-se responsável pela gestão dos produtos da empresa e pela sua entrega ao destinatário final, agindo como intermediário entre a empresa e os seus clientes.

O significado de 1PL, 2PL, 3PL, 4PL, 5PL

Os operadores logísticos são classificados de acordo com as tarefas logísticas que desempenham. Para a sua classificação, o termo em inglês "Party Logistics" ou PL (cujo significado é "fornecedores de logística") é usado e é acompanhado por um número que denota os serviços oferecidos:

  • 1PL (First Party Logistics): o transporte é terceirizado por meio de agências que cuidam das frotas e dos motoristas necessários ao transporte das mercadorias. As empresas mantêm o controle dos seus próprios armazéns.
  • 2PL (Second Party Logistics): além do transporte, o operador logístico também é responsável pelas tarefas de armazenagem. Porém, a gestão continua do lado da empresa contratante, que é quem organiza a frota e o fluxo de materiais.
  • 3PL (Third Party Logistics): os operadores logísticos são responsáveis ​​pelo transporte e armazenagem e, por sua vez, pela gestão e organização de ambas as atividades.
  • 4PL (Fourth Party Logistics): são os operadores logísticos que atuam como consultores e auditores dos 3PLs, com o objetivo de validar, otimizar e melhorar a atividade. Não contam com a infraestrutura logística, apenas fazem a acessoria.
  • 5PL (Fifth Party Logistics): realizam uma integração total dos serviços oferecidos pelo 3PL e pelo 4PL, graças à sua dimensão e experiência.

Que tipo de fornecedor de logística a sua empresa necessita? A resposta varia dependendo da capacidade de internalizar a logística de forma sustentável. Noutras palavras, é provável que uma pequena empresa exija um provedor 5PL, enquanto uma grande empresa geralmente opte por um fornecedor 1PL, pois, possui recursos suficientes para gerir os seus próprios armazéns.

Os operadores 3PL possuem uma frota de veículos capazes de transportar mercadorias
Os operadores 3PL possuem uma frota de veículos capazes de transportar mercadorias

Diferenças entre 3PL e 4PL

A principal diferença entre um operador 3PL e um 4PL reside nos recursos físicos que cada um deles possui. Os 3PLs possuem frota de transporte e espaço de armazenagem, enquanto os operadores logísticos 4PL atuam apenas como gestores e supervisores das atividades logísticas. Noutras palavras, os 3PLs fornecem os recursos físicos e os 4PLs a experiência e o conhecimento para otimizar a cadeia de abastecimento. Para isso, o operador 4PL trabalha com uma rede de operadores 3PL aos quais atribui as tarefas em função das necessidades do cliente e do perfil de cada operador.

Vantagens e desvantagens de trabalhar com operadores 3PL

Por um lado, é claro que gerir a logística de forma eficiente requer tempo e esforço, por isso algumas empresas preferem concentrar as suas energias noutras áreas. Por outro lado, trabalhar com um operador 3PL significa não ter que suportar com os custos do terreno, da estrutura ou do pessoal. Em curto prazo, é economicamente vantajoso.

Os operadores 3PL normalmente têm uma rede de centros de armazenagem, de modo que a logística terceirizada permite que a mercadoria seja levada para mais perto do cliente final e, assim, entregar os pedidos mais rapidamente.

Por último, mas não menos importante, a terceirização da logística permite que a empresa ofereça preços de envio mais competitivos. As empresas 3PL, quando lidam com diferentes clientes e lidam com um grande volume de mercadorias, têm taxas de envio muito vantajosas.

Em troca, os operadores 3PL também podem ter algumas desvantagens associadas ao controle limitado que as empresas exercem sobre as funções de logística.

Isso pode levar a uma dependência excessiva do operador logístico contratado e, por sua vez, perder possíveis oportunidades de melhoria do serviço ou redução de custos. Além disso, a longo prazo e quando há alta atividade, o custo de trabalhar com um 3PL pode ser superior ao de assumir a logística internamente.

Como escolher uma empresa 3PL

Estes são os principais aspetos que devemos ter em consideração na escolha do operador logístico:

  • Preço: a tarifa com que trabalham os operadores logísticos está sujeita ao tipo de mercadoria, à forma de envio (urgente ou não) e ao seu destino.
  • Escalabilidade: é necessário avaliar a capacidade de um operador logístico de se adaptar às suas necessidades logísticas. Uma capacidade de resposta eficiente ao aumento da atividade é fundamental para o crescimento sustentável dos negócios.
  • Tecnologia: confie nos operadores logísticos que utilizam a tecnologia e a automação para a execução dos processos, tanto na armazenagem como na preparação e expedição de pedidos.
  • Reputação: as referências do seu operador 3PL precisam ser excelentes. É essencial que eles tenham uma sólida estabilidade financeira e, ao mesmo tempo, ofereça um serviço eficiente.

Escolher o operador certo 3PL é crucial para o futuro do seu negócio. Por esta razão, é essencial pesar todas as variáveis e não se guiar apenas pela melhor proposta económica.

Sou um operador 3PL: como organizar meu armazém?

Do ponto de vista do operador logístico, o seu armazém deve ser, antes de tudo, altamente versátil. É verdade que muitos operadores logísticos equipam as suas unidades com base nas necessidades de um cliente específico, mas, em geral, são armazéns que gerem SKUs de vários clientes.

Isso significa que devem ser capazes de se adaptar a múltiplas estratégias de negócios, em que cada organização define o tipo de rota de produto de acordo com as suas próprias prioridades. Nesse sentido, a solução mais conveniente quando existe uma grande diversidade de referências e uma alta rotação são os estantes de paletização convencional, pois proporcionam acesso direto a todas as mercadorias.

Por outro lado, os sistemas de armazenagem automáticos são cada vez mais utilizados pelos operadores 3PL, pois além de alto desempenho, garantem maior segurança e controle em todas as operações. Por exemplo, o operador logístico Luís Simões equipou o seu centro logístico de 66.000 m², em Madrid, com porta-paletes e o sistema automático Pallet Shuttle com lançadeiras da Mecalux. A integração do software Easy WMS diz o tempo todo quais as mercadorias que precisamos e ordena a sua extração automática dos porta-paletes.

Outro bom exemplo é o da multinacional HAVI, operadora 3PL que trabalha para o McDonald's. No seu armazém em Portugal, a Mecalux forneceu todos os sistemas de armazenagem: dois armazéns automáticos, porta-paletes e estantes drive-in. Além disso, o armazém foi dividido em três áreas de acordo com a temperatura (ambiente, refrigerado e congelado) para gerir a mercadoria de acordo com as suas características.

A importância do SGA no modelo 3PL

Para um operador 3PL, a gestão da mercadoria é igual ou mais importante do que a armazenagem e a sua posterior distribuição. A gestão em armazém 3PL requer não só as funcionalidades associadas a um SGA, tais a como rastreabilidade, gestão de stock ou atribuição de localizações, mas também um controle exaustivo da logística de todos os clientes sabendo, para cada um deles, que processos procuram e em que tempo.

Da mesma forma, deve ser capaz de trabalhar para muitos clientes num único armazém ou em vários, administrar com eficiência uma ampla variedade de referências e coordenar os envios através das diferentes transportadoras integradas no software.

Um SGA, em particular o sistema de gestão de armazém Easy WMS da Mecalux, fornece ao operador logístico todas estas competências essenciais para o sucesso de qualquer operador 3PL. Um caso prático é o do operador 3PL Casintra, que dirige e supervisiona todos os processos dos cinco armazéns que possui na Espanha através do Easy WMS. Desta forma, os clientes Casintra podem ligar-se ao SGA via internet para saber o estado do stock a qualquer momento.

Operadores 3PL usam um sistema de gerenciamento de armazém para preparar pedidos para vários clientes
Operadores 3PL usam um sistema de gestão de armazém para preparar pedidos para vários clientes

Operadoras 3PL, fornecedores confiáveis

Especialistas em oferecer serviços adaptados às necessidades da empresa que os contrata, os operadores 3PL irão ajudá-lo a otimizar a logística enquanto dedica os seus esforços e tempo para capacitar outros departamentos.

A Mecalux passou décadas a instalar sistemas de armazenagem em armazéns de uma grande variedade de operadores logísticos, desde fornecedores locais até líderes mundiais no setor. Se é operador logístico e necessita de ajuda na escolha da solução de armazenagem que melhor se adapte ao que necessita, não hesite em nos contatar para que um especialista possa oferecer uma solução personalizada e competitiva.