Critérios para selecionar um fornecedor de WMS

07 Maio 2021

No âmbito do processo de procura e seleção de fornecedores de WMS, conhecer o fornecedor, ou seja, a empresa que o respalda é quase tão relevante quanto pesquisar as caraterísticas do próprio software de gestão de armazém em questão.

Para isso, convém analisar com calma o fornecedor e avaliá-lo considerando os seguintes critérios:

1. Trajetória e experiência do fornecedor do WMS

Uma vasta trajetória no campo das soluções tecnológicas aplicadas ao setor logístico é, sem dúvida, um aval da qualidade do WMS. Há uma frase que diz que “a experiência é uma vantagem” e, no caso de uma ferramenta tão estratégica para a empresa quanto o WMS esse lema se confirma mais do que nunca.

Nesse sentido, também é relevante a estabilidade financeira e a solvência do fornecedor de WMS, pois implantar um sistema desse tipo é uma solução de longo prazo que precisa de atualizações e um suporte técnico contínuo.

2. Perfil do fornecedor de acordo com o seu catálogo de produtos e serviços

Se já estiver envolvido na procura de um Sistema de Gestão de Armazém, deve ter percebido que existe uma imensa variedade de tipos de fornecedores de WMS. Em termos gerais, podemos destacar:

  • Os fornecedores de ERP: como já vimos no nosso artigo sobre as diferenças entre um software ERP e um WMS, os ERP contam com módulos que abrangem parte da gestão logística da empresa. No entanto, estes carecem das funcionalidades caraterísticas dos WMS, tais como: um software específico para picking ou para a atribuição de localizações. Por isso, muitas empresas de ERP ampliaram a sua oferta acrescentando módulos dedicados exclusivamente à gestão do armazém.
  • Os fornecedores especializados em WMS: são empresas cujo software foi desenvolvido a partir da perspectiva da gestão do armazém. Costumam ser muito potentes quanto a funcionalidades, possibilidades de personalização e processos de integração com outros sistemas. Além disso, é comum que esses fornecedores tenham desenvolvido módulos que atendam às necessidades específicas de um setor (por exemplo, na gestão de armazéns de e-commerce) ou de uma área concreta de gestão de armazém.

Em qualquer caso, é preciso analisar as demais soluções e aproveitar ao máximo as sinergias abordadas. Contar com um fornecedor de WMS capaz de atender às necessidades globais do armazém pode ser muito benéfico.

Essa bagagem adicional em estantes industriais ou sistemas automáticos permite conseguir soluções 360º. Isso simplifica os processos e permite poupar esforços ligados à interlocução e à coordenação entre diferentes fornecedores.

O fornecedor de WMS deve ter experiência na integração de sistemas no armazém
O fornecedor de WMS deve ter experiência na integração de sistemas no armazém

3. Metodologia utilizada na gestão de projetos

É importante definir bem as diferentes etapas que o fornecedor vai seguir na gestão do projeto e na composição da equipa encarregada de executá-lo. Encontrar o nível adequado de colaboração entre cliente e fornecedor provedor irá determinar o sucesso do projeto de implantação do WMS.

Um ponto crucial relativamente a tal aspecto é a cultura empresarial do fornecedor de WMS: trata-se de um valor que é mais intangível em relação a outros, mas pode esconder a fórmula para que tudo flua. Evidentemente, há diferenças entre trabalhar com uma start-up ou com uma empresa já estabelecida e claramente estruturada.

4. Casos de sucesso e referências de clientes com os quais já trabalhou

Quando for verificar os casos de sucesso do fornecedor, não se deixe levar pelos nomes das marcas:

  • Observe os desafios que as empresas apresentadas enfrentaram e compare-os com suas próprias necessidades.
  • Avalie as soluções adotadas e a capacidade de adaptação do programa do fornecedor.
  • Pesquise a relação atual entre ambas as empresas.

5. Perspectivas de longo prazo: seguintes passos

Possivelmente o armazém funcionará com o WMS pelo menos mais de cinco anos. Estamos a falar de soluções de longo prazo, portanto também é recomendável pensar em termos de longo prazo. Algumas perguntas interessantes são:

  • Após a implementação, a sua empresa poderá fazer mudanças no sistema internamente ou dependerá do fornecedor para fazer qualquer ajuste (com custo adicional)?
  • O software vai-se manter atualizado ou terá que adquirir tais melhorias a cada certo tempo?
  • O fornecedor do WMS investe de forma contínua em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D+I)?

Um fornecedor de WMS à altura

O Sistema de Gestão de Armazém pré-selecionado pode ajustar-se no que se refere a preço ou às suas funcionalidades, mas se o fornecedor não estiver à altura, o projeto de implementação corre o risco de não ter um final feliz.

A Mecalux leva mais de meio século desenvolvendo soluções específicas para o setor da armazenagem logística. O nosso Easy WMS é fruto desta tarefa contínua e pormenorizada.

Se quiser descobrir tudo o que pode fazer pelo seu armazém, não hesite em entrar em contato conosco: faremos uma demonstração personalizada e apresentaremos as vantagens que pode proporcionar à sua empresa.