Nível de comprometimento logístico: como motivar o pessoal de logística

08 Janeiro 2020

Em logística, como em qualquer outra atividade, costumamos esquecer que estimular o pessoal também é uma boa forma de otimizar processos. De fato, se motivarmos os funcionários, o nível de comprometimento logístico de sua empresa melhorará e o impacto nos custos será significativo. Por isso, decidimos fazer uma análise sobre esse nível de comprometimento e oferecer quatro instrumentos para gerir e motivar o pessoal de logística.

O que é o índice de comprometimento logístico?

O índice de comprometimento logístico permite determinar a eficácia de um funcionário no seu posto de trabalho. Utilizamos a seguinte fórmula para calculá-lo:

Índice de comprometimento logístico = 100 X (Tempo atribuído para realizar uma tarefa / Tempo de trabalho ou de execução)

Tempo atribuído para realizar uma tarefa = tempo inicialmente previsto para realizar uma série de operações

Tempo de trabalho ou de execução = tempo real utilizado para realizar uma série de operações

O nível de comprometimento logístico é crucial num armazém, uma vez que se estiver acompanhado do Tempo de Execução, permite calcular o Tempo Atribuído, ou seja, a duração prevista para realizar um conjunto de operações logísticas.

Dessa forma, será mais fácil detectar uma possível falta de motivação e de envolvimento por parte dos funcionários. Um nível baixo de comprometimento é interpretado como uma baixa motivação. Nesse caso, podemos estabelecer ferramentas para voltar a motivar o pessoal.

Quatro ferramentas de motivação para funcionários de logística

Quanto mais motivados e comprometidos estiverem os funcionários, mais eficazes e rápidos eles serão em todas as tarefas de logística que desempenhem.

No entanto, motivar os funcionários nem sempre é fácil, e muito menos os funcionários de logística que têm que repetir as mesmas tarefas centenas de vezes. É provável que o tédio chegue rapidamente. Eis aqui quatro ideias de ferramentas para manter as equipas motivadas:

Funcionários a trabalhar em equipa num armazém
Funcionários a trabalhar em equipa num armazém

Incentivo monetário:

Usar a remuneração para motivar todos os funcionários deveria ser uma das bases da política dos recursos humanos, seja de forma coletiva ou individual.

Além de envolver os funcionários, também irá incentivá-los a darem o melhor de si mesmos, e, portanto, a fazerem seu trabalho com maior agilidade. Tal prática demonstrou a sua eficácia durante anos, no entanto, se aplicarmos somente essa ação, obteremos apenas uma parte dos possíveis benefícios.

Team building:

Embora o termo team building não tenha sido introduzido no ambiente profissional até há relativamente pouco tempo, o fortalecimento das equipas existe desde a década de 1980. Ajuda a reforçar a coesão da equipa, a ter o senso de pertencimento necessário para a grande maioria dos indivíduos permitindo que se sintam realizados no trabalho. Em logística, a regra não é uma exceção: o team building constitui uma boa forma de motivar e envolver os funcionários.

Observe que não é obrigatório organizar dias inteiros de team building para unir as equipas, pois, às vezes, os grandes avanços começam com pequenos passos.

Diversidade de tarefas:

Imagina ter que repetir a mesma operação todos os dias? Poderia continuar motivado a cada dia? É muito provável que a resposta seja não. Então, por que não variar um pouco, na medida do possível, as tarefas dos funcionários de logística?

Só tem a ganhar se permitir que seus funcionários mudem de função periodicamente. Os funcionários podem ser polivalentes e poderão substituir algum colega ausente. Finalmente, estarão mais motivados e comprometidos com a empresa.

Empatia na empresa:

A empatia na empresa é um assunto atual, mas o que significa exatamente? É preocupar-se com os outros e com seu bem-estar. A empatia na empresa reflete num conjunto de comportamentos cotidianos, tais como a educação, a gratidão, a disponibilidade, a confiança, o otimismo, etc.

Empatia também significa ser flexível e ouvir o pessoal. Tente adaptar os horários de cada pessoa em função das suas necessidades pessoais e possibilidades. Os funcionários poderão conciliar a vida profissional com a vida pessoal, e não tenha a menor dúvida de que lhe agradecerão. A produtividade e nível de comprometimento logístico melhorarão.

Otimizar a logística também depende da motivação do pessoal de logística, pois quanto mais motivados os funcionários estiverem, maior será a produtividade. A remuneração, a empatia, a diversidade de tarefas e o team building merecem ter um papel de destaque em vista das vantagens que poderão lhe proporcionar.