Quais são os diferentes tipos de stock?

03 Janeiro 2020

Para uma empresa de logística, a gestão do stock no armazém é um autêntico desafio, não só por sua rentabilidade financeira, mas também por garantir a satisfação dos clientes. Existem diferentes formas de classificar os tipos de stock em função de sua atividade, onde exerce as suas funções ou prazo de validade das mercadorias.

Gerir o stock corretamente é imprescindível, especialmente com concorrentes cada vez mais fortes. É fundamental não colocar em perigo a imagem da empresa, entregando os produtos em seu devido prazo e em perfeito estado.

Portanto, para analisar o stock com precisão, é preciso dividi-lo em várias categorias de acordo com o critério de classificação utilizado. Eis aqui três categorias para mostrar os tipos de stock possíveis:

1) Tipos de stock de acordo com sua função

Stock de segurança

Fundamental para compensar circunstâncias extraordinárias, como um pico de pedidos ou o atraso por parte de algum dos seus fornecedores. Deve dispor de um stock de segurança.

Stock de alerta

Tal como seu nome indica, este stock é na realidade um indicador que avisa quando é necessário repor a mercadoria. Você deverá determinar a capacidade desse stock, que deve ser imperativamente superior ao do stock de segurança, uma vez que sua finalidade é diferente.

Stock sazonal

Este stock torna possível antecipar-se aos períodos do ano em que a atividade aumenta, ou seja, quando são preparados mais pedidos do que o normal.

Stock inativo

Nesta categoria são contabilizadas todas as referências obsoletas imobilizadas, que já não podem ser vendidas nem integradas nos pedidos dos clientes (alteração de pacotes, novas normas, etc.).

Stock em trânsito

Refere-se a todas as mercadorias que continuam estando presentes no processo de produção ou comercialização: em processo de entrega, em processo de embalagem, em processo de fabricação, etc.

Stock especulativo

Este stock é constituído ao comprar produtos em quantidade superior à realmente necessária para aproveitar descontos ou preços mais baixos em relação aos preços aplicados habitualmente. Também pode ser necessário criar esse tipo de stock se os fornecedores estiverem com intenção de subir os preços de determinados produtos.

2) Tipos de stock de acordo com a data de validade

Stock perecível

Nesta categoria de stock encontramos todos os produtos e mercadorias que se deterioram com o passar do tempo.

Stock não perecível

Ao contrário do stock perecível, o tempo praticamente não tem impacto nos produtos deste tipo de stock.

Stock com data de validade

Estes produtos não poderão ser vendidos uma vez superada a data indicada.

Armazenamento de mercadorias perecíveis
Armazenamento de mercadorias perecíveis

3) Tipos de stock de acordo com a organização das operações

Para classificar o stock de acordo com a organização das operações as empresas de logística procuram abordar o seu stock de uma forma diferente, considerando o seu dia a dia.

Stock adequado

Trata-se de encontrar o justo equilíbrio que cada empresa tenta alcançar. Permite obter a máxima rentabilidade ao minimizar a totalidade dos custos de manutenção. Graças a esse tipo de stock, é possível atender favoravelmente à demanda e ao consumo de materiais de sua empresa e de seus clientes durante o período da baixa temporada.

O stock adequado permite evitar situações como a quebra de stock ou o excesso de armazenamento. Tudo é calculado para que possamos dispor da quantidade exata dos produtos necessários.

Stock físico

Tal como indica seu nome, contabiliza todas as referências disponíveis no armazém.

Stock líquido

Trata-se do stock físico sem incluir os pedidos dos clientes que ainda não foram processados.

Stock disponível

Este stock é a soma do stock líquido e dos pedidos enviados pelos fornecedores que ainda não recebeu.

Stock mínimo

Esta é a quantidade mínima de stock que sempre devemos ter no armazém. Se chegarmos ao stock mínimo, deveremos repor a mercadoria.

Stock máximo

Este tipo de stock representa a quantidade máxima de stock que não deve ser ultrapassada. É necessário determinar o limite em função das necessidades da empresa e para cada um dos produtos armazenados.

Classificar seu stock por categoria é essencial em logística. Como já deve ter constatado, existem diferentes formas de separar os tipos de stock: por função, de acordo com a data de validade, conforme a organização das operações realizadas, etc. Também é possível dividir o stock segundo seu valor económico (sistema ABC) e sua utilidade para a empresa (comercial ou industrial).