Armazenagem aleatória: vantagens e desafios deste sistema de gestão de localizações

19 Fevereiro 2020

O critério das localizações no armazém, ou seja, onde colocar a mercadoria e de acordo com quais regras, determina a forma de trabalhar e a capacidade efetiva da instalação. Existem diferentes estratégias para organizar a colocação das unidades de carga: gestão de localizações fixa, armazém caótico ou armazenagem aleatória e a gestão mista.

Vamos conferir detalhadamente o funcionamento de um armazém caótico, as vantagens deste sistema de localizações e o que é necessário para a gestão da instalação de armazenagem.

Como funciona a gestão de localizações num armazém caótico?

O termo “armazém caótico” refere-se ao tipo de gestão de localizações aleatória, desorganizada, variável ou livre. Apesar da sua denominação ser um paradoxo, a seleção de localizações num armazém caótico segue uma ordem muito rigorosa, normalmente baseada na rotatividade do stock e na classificação de produtos A-B-C.

Conforme se recebe a mercadoria no armazém, são atribuídas localizações em função dos espaços disponíveis nesse exato momento. Cada mercadoria é etiquetada com um código único que fica registrado no sistema com diferentes características associadas, entre as quais a localização de armazenamento correspondente.

Para que um armazém funcione com o sistema de localizações aleatórias, é imprescindível que conte com um Sistema de Gestão de Armazéns que execute tal função. O próprio software se encarregará de especificar, nutrindo-se dos dados do stock armazenado, onde deverá se colocado o produto, libertando os operadores dessa tarefa.

A implantação desse sistema revolucionou a ordem tradicional que a organização da mercadoria seguia nos armazéns, que situavam as referências por categorias em áreas fixas. Um armazém com localizações aleatórias pode dar a sensação de caos à primeira vista, por isso tem esse nome.

A gestão de localizações num armazém caótico é dirigida por um WMS
A gestão de localizações num armazém caótico é dirigida por um WMS

Vantagens do armazém caótico

Atualmente, são muitas as instalações que seguem esse critério de localizações devido às múltiplas vantagens que apresenta:

1. Otimiza o espaço de armazenagem disponível:

Um armazém caótico maximiza a capacidade de armazenagem efetiva, conseguindo que se aproxime da máxima capacidade física do armazém, podendo inclusive superar os 92% de utilização. Ao atribuir as localizações de forma flexível, diminui o risco de saturação de certas áreas e pode-se aproveitar das localizações livres com maior eficácia.

2. Proporciona maior flexibilidade ao armazém:

Caso ocorram mudanças no tipo de produto armazenado, a instalação é capaz de se adaptar sem sofrer grandes variações operacionais. Por exemplo, isso é algo fundamental para empresas que gerem cargas de diferentes clientes, tal como é o caso dos operadores logísticos terceirizados ou 3PL (Third Party Logistics).

3. Acelera o processo de seleção e colocação da mercadoria:

  • As decisões relacionadas à gestão das localizações são tomadas por um sistema informatizado encarregado de designar a sua colocação em função dos parâmetros escolhidos. Os trabalhadores não precisam dedicar tempo à organização de localizações.
  • Os novos operadores ou aqueles que trabalham temporariamente na empresa não precisam aprender a distribuição do armazém.
  • O Sistema de Gestão de Armazéns (WMS) traça as rotas em função das localizações, otimizando as deslocações.

4. A operação ganha em precisão:

O armazém caótico pode parecer um terreno fértil para os erros, porém, é exatamente o contrário disso. A disposição dos produtos de forma desorganizada evita que os trabalhadores se enganem em questões como cor ou tamanho. Num armazém tradicional, os produtos semelhantes ficam na mesma área, o que gera uma maior confusão.

Aqui, evidentemente, o WMS desempenha um papel essencial uma vez que indica com exatidão ao operador o que deve recolher de cada estante. Além disso, a precisão pode ser reforçada adicionando sistemas de assistência ao picking como o pick-to-light.

Requisitos para instaurar o sistema de armazenagem aleatória

Para transformar a sua instalação num armazém caótico, é necessário considerar os seguintes pontos:

  • O uso de um WMS é obrigatório: a gestão deve estar informatizada e completamente integrada com o ERP da empresa para controlar os níveis de stock.
  • Os sistemas de armazenagem devem ser suficientemente adaptáveis para armazenar a maior parte da carga. Antes mencionamos essa flexibilidade como uma vantagem, mas também funciona como requisito.

Apesar das vantagens da armazenagem aleatória, existem algumas exceções onde esse sistema não pode ser aplicado. Como as mercadorias que precisam de condições específicas para a sua armazenagem, por exemplo, produtos refrigerados, ou mercadorias volumosas, para as quais são necessárias estantes especiais.

Em todo caso, é comum encontrar instalações de armazenagem que são organizadas combinando ambos os critérios de gestão de localizações. Dessa forma, os produtos com maior rotatividade ficam num área fixa (costuma ser perto das docas de carga) e, aos produtos restantes são atribuídas localizações de forma livre ou aleatória.