KPI de logística e sua importância no armazém

03 Março 2020

No armazém, os KPIs de logística ou Indicadores-Chave de Desempenho são um dos tipos de métricas mais utilizados atualmente nas empresas do setor logístico, pois servem para medir objetivamente o desempenho dos processos produtivos.

Assim, esses indicadores permitem comparar o desempenho de uma atividade ao longo do tempo e ver sua evolução para detectar oportunidades de melhoria. Mas por que é tão importante medir os KPIs de logística do armazém? Que sistemas podem ser utilizados para isso?

KPIs de logística no armazém que papel desempenham?

É importante medir os KPIs de logística porque funcionam como a primeira etapa para controlar e otimizar os processos. Obviamente, se algo não puder ser medido não será possível entendê-lo nem melhorá-lo.

Os KPIs de logística do armazém servem para:

  • Controlar a evolução de um determinado processo num tempo específico.
  • Analisar se os objetivos e padrões estabelecidos são atingidos.
  • Tomar decisões em função dos dados que estão a ser registados. É preciso evitar a arbitrariedade, medir por medir.

Os indicadores-chave de desempenho do armazém costumam ser representados como uma percentagem, um índice ou num valor e se referem a um período de tempo determinado.

Seleção de KPI de logística em função dos objetivos de eficiência

Como elo essencial da cadeia de fornecimento, o armazém deve cumprir alguns objetivos básicos que giram em torno de: reduzir os custos, otimizar o tempo, melhorar a produtividade (produzir mais com menos recursos) e garantir a qualidade dos processos.

A partir dessa base existem quatro grupos de KPI a serem considerados em função dos objetivos que medem:

  • Indicadores financeiros: controlam os custos operacionais da instalação de armazenagem. Por exemplo, os relacionados à avaliação do inventário, espaço utilizado ou a rotatividade de stock.
  • KPI de produtividade: avaliam a eficiência dos processos, ou seja, medem a produção real em comparação aos recursos utilizados para essa operação. Por exemplo, a produtividade de entradas no armazém em função do custo da mão de obra ou a produtividade dos equipamentos de movimentação de acordo com o número de unidades de carga manuseadas.
  • Indicadores-chave relacionados ao tempo: como já comentamos outras vezes, em logística, tempo é dinheiro e no armazém esse lema chega ao seu máximo expoente. Exemplos desse tipo de KPI de logística no armazém são a percentagem de cumprimento de prazos ou o tempo de reação no recebimento de mercadorias.
  • KPIs vinculados à qualidade: controlam o nível de serviço proporcionado ao cliente. Por exemplo, a percentagem de pedidos entregues a tempo, de pedidos com erros ou de stock danificado, entre outros.
Computador onde foi instalado o WMS para uma correta gestão e graças ao qual é possível medir os KPIs de logística
Computador onde foi instalado o WMS para uma correta gestão e graças ao qual é possível medir os KPIs de logística

O WMS, ferramenta essencial para controlar os KPIs de logística

A confiabilidade dos dados é fundamental para que os indicadores-chave de desempenho sejam úteis e precisos. Um Sistema de Gestão de Armazém como o Easy WMS automatiza a gestão da informação e ajuda a controlar os principais KPIs do armazém:

  • O WMS oferece informações em tempo real sobre o inventário do armazém: o stock que está disponível, de onde vem, onde está localizado e os movimentos registados.
  • Permite analisar detalhadamente os subprocessos para assim detectar ineficiências de uma forma muito exata: por exemplo, numa operação crucial como o picking o WMS organiza e mede as tarefas e o tempo atribuído para melhorar a velocidade e a precisão.
  • Regista os dados precisos no equipamento de trabalho: além de distribuir as tarefas de forma equitativa, com o módulo Gestão da Força de Trabalho/Labor Management System o WMS estabelece objetivos para o pessoal e mede o seu desempenho.
  • Graças ao módulo Supply Chain Analytics, o WMS facilita a elaboração de relatórios detalhados com os principais KPIs logísticas do armazém. Além disso, podem ser personalizados em função das operações específicas que acontecem na instalação.

Medir os KPIs logísticos do armazém determina se estão a ser cumpridos os objetivos propostos. Além disso, esses dados permitem estabelecer planos de atuação otimizando assim os processos logísticos.

Contar com a ajuda de um software especializado na gestão de armazéns, como o Easy WMS, sem dúvida alguma, facilita a tarefa. Se precisar de mais informações sobre como medir os KPIs de logística de seu armazém ou da cadeia de fornecimento com os sistemas da Mecalux, entre em contato conosco e o ajudaremos a encontrar a solução mais adequada para a gestão logística da sua empresa.