Definição de picking por lote: quando aplicá-lo no armazém?

10 Maio 2021

O picking por lote ou batch picking é um método de preparação de pedidos que se caracteriza por recolher de uma só vez várias unidades de um mesmo SKU para pedidos diferentes.

Para exemplificar de uma maneira simples, imagine que é preciso comprar leite, para um irmão e para um amigo e que cada um precisa de seis caixas de leite, nesse caso poderíamos pegar em 18 caixas de uma só vez para logo separá-las e organizá-las em carrinhos diferentes.

Trata-se de um exemplo simples sobre o método de picking por lote aplicado ao percurso feito no supermercado, mas vejamos em detalhes o significado dessa técnica em logística de armazenagem.

Modalidades de picking por lote

A base da técnica é a recolha agrupada de referências, mas existem diferentes variações do picking por lote:

  • Picking por lote tradicional: os produtos extraídos são depositados diretamente em um equipamento recolha -pedidos ou num carro roll container para serem levados a uma área de acondicionamento onde serão ordenados por pedidos e consolidados. A vantagem dessa fórmula é que, ao não fazer nenhuma classificação no carro, permite recolher mais produtos num único percurso.
  • Pick-to-cart ou picking com carrinhos: como o próprio nome indica, são carrinhos que os operadores manuseiam de forma manual nos corredores com estantes de picking. Tais carrinhos de picking contam com gavetas de plástico identificadas com códigos de barra que se referem a cada pedido. O operador vai consolidando os pedidos, ou seja, deposita cada referência na caixa correspondente, facilitando a posterior tarefa de embalar.
  • Pick-to-box: é uma variação do método anterior, os carrinhos levam diretamente a embalagem ou a caixa de papelão que será enviada. Dessa forma, são realizadas três tarefas de picking ao mesmo tempo: recolha, consolidação e embalagem. Essa técnica exige uma coordenação avançada porque é preciso calcular de antemão o tamanho e tipo de embalagem necessária para enviar cada pedido.
O picking por lote registra bons resultados quando os produtos forem manuseados de forma manual e tiverem tamanhos semelhantes
O picking por lote registra bons resultados quando os produtos forem manuseados de forma manual e tiverem tamanhos semelhantes

Quando aplicar o picking por lote no armazém

A principal vantagem do picking por lote ou batch picking é a redução do número de deslocações e, consequentemente, do tempo que isso representa para os operadores. Se houver dez pedidos que incluam a mesma referência, com um único percurso recolhe-se o lote completo evitando repetir o trajeto dez vezes.

No entanto, para que isso se cumpra é necessário organizar adequadamente a sequência de tarefas. Por isso, o layout do armazém, a localização de cada referência e a configuração dos lotes devem ser organizados de uma forma que favoreça a circulação dos operadores nos corredores. Assim, poderão trabalhar simultaneamente sem interferências.

Nesse sentido, um software de gestão de armazém ajuda muito, pois permite configurar a operação do picking por lote considerando variáveis, como:

  • O tamanho das referências: não é a mesma coisa preparar pedidos de baralhos de cartas que de edredões.
  • A localização das referências no layout do armazém a fim de concentrar ao máximo as deslocações.
  • O número de operadores que fazem picking simultaneamente para evitar interferências entre trabalhadores ou excesso de circulação nos corredores.
  • A prioridade de envio dos pedidos. O WMS controla o tempo de deslocação, de consolidação e de embalagem para que estejam prontos no momento preciso.

Além disso, é particularmente recomendável aplicar o picking por lote quando:

  • Os produtos armazenados forem facilmente manuseáveis de forma manual e tenham tamanhos semelhantes. Por exemplo, se estivermos preparando pedidos de joias, num mesmo carrinho de picking pode caber uma centena de referências com folga.
  • Existem muitos pedidos com uma única referência. Nesse caso, o pedido seria completado com muita rapidez, pois não seria necessário esperar para recolher mais produtos.

No entanto, pode ocorrer que, mesmo com o WMS, a circulação de operadores seja muita alta ou aumente em períodos de pico de atividade logística. Quando isso acontece, uma forma de melhorar a operação é aplicar o picking por onda ou picking por ondas, programando períodos limitados para a preparação de pedidos.

A seleção do método de preparação de pedidos é uma decisão estratégica. Para isso, o melhor companheiro é um WMS como o Easy WMS: facilita o registro de dados permitindo otimizar toda a operação e implantar mudanças com as fórmulas de picking, incluindo o picking por lote. Não hesite em entrar em contato conosco: poderá conhecer o potencial do Easy WMS através de uma demonstração personalizada.