Quando aplicar o picking por ondas ou wave picking

13 Março 2020

O picking por ondas ou wave picking é uma forma de organizar a preparação de pedidos no armazém, que consiste em:

1. Agrupar os pedidos em função de critérios logísticos, tais como as rotas de distribuição ou a prioridade do envio.

2. Atribuir cada onda a um operador que recolhe todos os produtos num mesmo percurso e num período de tempo determinado (cada onda costuma ter uma duração de 1 a 4 horas, mas é um fator que dependerá muito dos fluxos existentes em cada armazém).

3. Terminar de preparar os pedidos numa área exclusiva onde são embalados, consolidados e ordenados para sua expedição.

Na organização do picking por ondas também podem ser reservadas faixas horárias para fazer o reabastecimento das estantes de picking.

Como funciona o picking por ondas?

O wave picking é um dos métodos de preparação de pedidos mais eficazes se for desenvolvido de forma assistida por um software de gestão de armazém (WMS). Por um lado, o wave picking costuma ser uma combinação dos princípios básicos das seguintes metodologias:

  • Picking por lotes ou batch picking: os grupos de pedidos são compilados em função da prioridade do envio, a rota de transporte e/ou o cliente, o número de pedidos, da sua composição e da carga de trabalho de cada operador.
  • Picking por áreas: distribuem-se os grupos de pedidos considerando simplesmente a sua localização no armazém para otimizar as rotas e evitar aglomerações ou uma circulação excessiva nos corredores do armazém.

Dependendo dos equipamentos de movimentação que o armazém tiver podem ser usados:

  • Carros, roll container ou máquinas recolhe-pedidos, onde os produtos inicialmente são depositados. Posteriormente, são transferidos para outra área onde são organizados.
  • Carrinhos com seções onde os produtos vão sendo classificados na hora reduzindo assim as operações de consolidação.

Depois de realizar uma onda, os produtos agrupados são levados para uma área de preparação de pedidos onde são classificados (a não ser que isso tenha sido feito no carrinho) e embalados. No seguinte diagrama é possível ver de forma gráfica a característica distribuição entre grupos de pedidos e áreas do wave picking:

O diagrama apresenta o processo típico do <em>wave picking</em> ou picking por ondas
O diagrama apresenta o processo típico do wave picking ou picking por ondas

Por outro lado, no plano temporal, ao utilizar um WMS, a duração de cada onda é estabelecida pelo sistema de forma automática.

O sistema encarrega-se de calcular os intervalos de tempo de cada tarefa e reservar tempo para as operações complementares (montagem de kits, montagem de paletes, embalar a mercadoria, reabastecimento das estantes). Não podemos esquecer que o Sistema de Gestão de Armazém contém uma radiografia digital do layout do armazém.

A organização das ondas do wave picking costuma ser estática (não se aceitam alterações uma vez iniciada a onda, que é a grande diferença em relação ao waveless picking) e são ordenados ao início do dia ou de cada turno de trabalho. Um exemplo simples de wave picking seria representado assim:

O diagrama mostra a distribuição das ondas de trabalho com o método wave picking
O diagrama mostra a distribuição das ondas de trabalho com o método wave picking

Quando aplicar o wave picking ou picking por ondas?

É recomendável aplicar o picking por ondas:

  • Se o armazém tiver um WMS ou Sistema de Gestão de Armazém. Devido à complexidade na ordenação das linhas pedidas e a distribuição entre os operadores, fazê-lo de forma manual é praticamente impossível. O WMS garante que não se cometam erros na organização de tarefas e na execução de cada fase do picking.
  • Se o método de picking for homem-produto, o armazém é extenso e os produtos são de fácil acesso.
  • Se o armazém tiver muitas referências e, sobretudo, se forem de carga leve (é onde ocorre claramente uma melhoria na produtividade global).

Trata-se de um método que para alguns armazéns pode não ser suficiente pelo dinamismo com o qual operam. Por isso, antes de optar por ele será preciso analisar a natureza da procura e verificar se a fórmula com ondas permite responder com eficácia ou se é mais adequado optar por alternativas mais flexíveis como o waveless picking.

Vantagens de realizar o picking por ondas com um WMS:

O Sistema de Gestão de Armazém encarrega-se das seguintes tarefas de wave picking:

  • Otimiza a ordenação de cada linha de pedido (conjunto de pedidos a preparar durante uma onda) considerando uma enorme variedade de critérios logísticos.
  • Atribui as ondas de forma equilibrada entre os operadores para conseguir que as tarefas sejam finalizadas no tempo previsto (o sistema considera a carga de trabalho de cada um).
  • Melhora a capacidade de reação diante de imprevistos: o WMS monitora todos os processos e detecta complicações, informando disso ao responsável pelo armazém para que possa tomar uma decisão rápida e reatribuir o trabalho com facilidade.
  • Monitora em tempo real o desenvolvimento de todas as operações para verificar se o planeamento do dia está a ser cumprido.

Ao tratar-se de um método de preparação de pedidos muito adaptável, é importante ajustar o WMS aos tempos, aos equipamentos e às variáveis logísticas de cada armazém específico.

A personalização do software é crucial para que o picking por ondas se desenvolva com sucesso. Se quer saber como funciona o nosso Sistema de Gestão de Armazém Easy WMS, não hesite em entrar contato conosco e explicaremos detalhadamente as suas funcionalidades.