Armazém equipado com sistemas de armazenagem diâmico de roletes

Sistemas dinâmicos de armazenagem: tipos e características

02 Abril 2020

Os sistemas dinâmicos de armazenagem são formados por um tipo de estante compacta muito particular: os seus componentes e a sua estrutura aproveitam a força da gravidade para agilizar qualquer operação destinada a extrair e depositar as cargas.

Essas estruturas dinâmicas de armazenagem permitem poupar tempo em relação às estantes compactas tradicionais, uma vez que os empilhadores não precisam de entrar nos corredores (a gravidade encarregase de empurrá-las para a extremidade). Também é conhecido como sistema por gravidade.

Na hora de escolher estantes dinâmicas convém considerar as vantagens de cada tipo e entender as aplicações que esse sistema possui nas diferentes áreas do armazém.

O que é um sistema dinâmico de armazenagem?

O diferencial do sistema de armazenagem dinâmico é a inclusão de rolos ou carros com rolamentos que facilitam a deslocação controlada das cargas a partir da extremidade destas para o outro lado do canal.

A inclinação dos rolos pode ser personalizada dependendo das unidades de carga: costuma situar-se entre 3% e 4% de desnível para paletes, enquanto para caixas pode ser superior.

Partindo dessa base, respondemos às questões mais habituais:

- Qual é a altura que as estantes dinâmicas podem chegar a ter?

Não é um sistema de armazenagem que se destaque pela sua altura, apesar de ser possível combiná-lo com transelevadores para paletes. Para operar com esse tipo de estante normalmente são utilizados equipamentos de movimentação manuais e estes, por sua vez, estabelecem a limitação da altura.

Por outro lado, é importante destacar que, devido à inclinação desse sistema, as estantes dinâmicas ocupam mais altura do que o sistema compacto tradicional. Além disso, quantos mais níveis tiverem em termos de altura, maior perda de espaço de armazenagem haverá (inclusive poderia chegar a representar um nível adicional).

- Quais os sistemas de segurança as estantes possuem?

A ação da gravidade com cargas pesadas pode ser um problema se não houver um controle. Por isso, as estantes dinâmicas contam com os seguintes elementos para garantir um manuseio seguro da carga:

  • Rolos de travão: têm a função de reduzir a velocidade da carga dependendo da força gerada. Quanto maior a aceleração, maior será a força do travão.
  • Centradores de paletes: auxiliam na entrada de paletes para garantir que estes possam ser encaixados perfeitamente no canal.
  • Batentes de retenção nas saídas: reforçam as extremidades do canal para não cedam ao peso acumulado na saída.

- Para que tipo de mercadoria é indicado o sistema dinâmico?

Dependendo do tipo de sistema de armazenagem dinâmico, este poderá operar com um fluxo de mercadorias FIFO ou LIFO como veremos detalhadamente mais à frente. Em qualquer caso, a principal característica das estantes dinâmicas é o ganho de agilidade em relação às compactas, uma vez que se poupa tempo nas deslocações e na operação realizada para extrair os paletes. Consequentemente, esse sistema é o indicado para armazenar mercadoria de média ou alta rotatividade.

Por outro lado, também podem ser adaptadas para diferentes unidades de carga: paletes de diferentes dimensões, paletes médias, contentores metálicos e caixas (em picking).

Detalhe dos rolos nas estantes dinâmicas para picking
Detalhe dos rolos nas estantes dinâmicas para picking

Tipos de estantes dinâmicas

De forma geral, o uso do sistema compacto é indicado para quando houver muitas unidades de carga de uma mesma referência e a rotatividade não for uma prioridade. No entanto, as estantes dinâmicas permitem operar com uma rotatividade de mercadorias superior. De fato, essa é sua principal vantagem e característica.

O sistema de armazenagem por gravidade é aplicado em diferentes estantes que partem da mesma base, mas se diferenciam em alguns aspectos. Vejamos em profundidade:

1. Estantes dinâmicas com rolos para paletes (FIFO)

É a estante dinâmica mais utilizada. O sistema de armazenagem dinâmico com rolos exige dois corredores perpendiculares à disposição das estantes. Um deles é destinado à descarga de paletes na extremidade de entrada da estante dinâmica, enquanto o outro se encarrega da saída das cargas no lado oposto.

Graças a essa separação, o tráfego de entradas e saídas não é interrompido e os operadores ganham manobrabilidade. Além disso, costuma ser incluído um corredor de segurança no meio do bloco das estantes dinâmicas para ser usado em caso de emergência.

Além desses três, não são necessários mais corredores, por isso a economia em termos de espaço de armazenagem é significativa. Assim foi implantado no armazém que a Mecalux projetou para a empresa fabricante de petiscos Tosfrit.

Em cada nível do corredor é armazenada uma referência diferente, assim como em todo sistema compacto. Quando uma nova palete for colocada, este passa de uma extremidade para outra graças à força da gravidade e dos rolos. Ao retirar a primeira palete na saída, a segunda palete desloca-se e ocupa o seu posto.

Tanto é assim que essas estantes são recomendadas para manusear mercadoria que siga um rigoroso critério FIFO (o primeiro que entra é o primeiro que sai). É muito comum encontra-las em armazéns com mercadoria perecível e destinados a produtos que tenham um fluxo contínuo de entrada e saída, ou seja, de alta rotatividade.

O sistema de armazenagem dinâmico conta com corredores de segurança para casos de emergência
O sistema de armazenagem dinâmico conta com corredores de segurança para casos de emergência

2. Estantes dinâmicas e sistemas automáticos

As estantes dinâmicas de rolos podem ser instaladas com transelevadores para paletes, servindo assim de sistema de armazenagem base para um armazém automático. Não é uma combinação habitual, mas vai um passo além das estantes de profundidade dupla, uma vez que podem ser adicionadas várias paletes em profundidade.

No final, trata-se de uma solução que está a meio caminho entre as versões de estante convencional com transelevador e a armazenagem compacta pura automatizada com Pallet Shuttle e transelevador (a força da gravidade substitui o mecanismo do Pallet Shuttle automático).

3. Estantes push-back para paletes (LIFO)

No caso das estantes push-back, os paletes são carregadas e descarregadas a partir da mesma extremidade, sendo necessário apenas um corredor frontal. Isso representa uma grande economia de espaço de armazenagem, embora seja preciso considerar que cada nível do corredor é reservado para uma única referência.

Portanto, essas estantes são utilizadas com cargas manuseadas com fluxo LIFO (a primeira palete que sai é a última que entra) e com rotatividade média (não são tão ágeis quanto as estantes dinâmicas com rolos).

A estrutura com carros e carrisdesse tipo de sistema dinâmico utiliza a força do impulso exercido pelos equipamentos de movimentação para colocar as paletes que entram, enquanto a própria gravidade se encarrega de deslocá-las em sentido inverso. A variedade que inclui rolos que permite acumular até seis paletes em profundidade.

Dessa forma, é possível simplificar o processo de carga e descarga que, além disso, também pode ser realizado com empilhadores padrão. De fato, tais vantagens foram as que fizeram com que a empresa Desert Depot USA optasse por esse tipo de sistema de armazenagem dinâmico no seu armazém equipado pela Mecalux.

O processo de carga e descarga no sistema de armazenagem dinâmico push-back é realizado pela própria extremidade da estante
O processo de carga e descarga no sistema de armazenagem dinâmico push-back é realizado pela própria extremidade da estante

4. Estantes de picking dinâmicas com rolos

O sistema por gravidade também é importante no momento de acelerar o processo de picking e preparar pedidos cujas mercadorias tenham uma rotatividade muito alta e sigam critérios FIFO. Esses sistemas contam com rolos que deslocam as caixas para a extremidade de saída. As estantes de picking dinâmicas foram pensadas para:

  • Reduzir as deslocações para fazer picking, uma vez que cada referência ocupa um nível. Os operadores simplesmente devem se mover em linha reta perpendicularmente às estantes para fazer picking dinâmico.
  • Conseguir um maior espaço de armazenagem graças à acumulação de referências em profundidade sempre que houver muitas caixas por referência. Dessa forma, é possível aumentar a capacidade de armazenamento em 30%.
  • Liberar a área de picking de interferências, uma vez que o abastecimento das estantes é feito através de uma extremidade não sendo necessário interromper a preparação de pedidos do outro lado.

Da mesma forma, é habitual encontrá-las em combinação com dispositivos de assistência ao picking, tal como o pick to light e com sistemas automáticos como os transportadores de rolos para caixas.

Principais aplicações do sistema de armazenagem dinâmico

  • Armazém de produtos perecíveis: as estantes dinâmicas, na sua maioria, são muito úteis quando o fluxo das mercadorias segue rigorosamente os critérios FIFO e existe uma rotatividade muito alta, algo comum nos grandes distribuidores de alimentação.
  • Armazéns intermediários entre áreas de trabalho: sobretudo no caso das estantes dinâmicas de rolos ou de picking dinâmico, que servem para interligar a área de expedição à de armazenagem, uma vez que deixam os corredores livres em ambos os lados.
  • Armazéns temporários: o sistema por gravidade é usado, por exemplo, nos canais de acumulação para expedições quando estão na área de pré-cargas. Os sistemas de armazenagem dinâmicos funcionam, portanto, como pulmão de expedição ou de fabricação.

No momento de equipar o seu armazém, é conveniente contar com a máxima informação no que se refere aos parâmetros logísticos que estão em jogo para decidir qual é o sistema de armazenagem mais adequado.

Se quiser a nossa ajuda para fazer cálculos minuciosos e verificar se o sistema de armazenagem dinâmico é o mais adequado para o seu caso, entre em contato conosco, que um dos nossos técnicos encarrega-se de aconselhá-lo.