As áreas do armazém com maior potencial de desenvolvimento

18 Fevereiro 2020

No momento de otimizar o funcionamento do armazém, localizar os pontos de melhoria é crucial para determinar soluções à altura. Em alguns casos, a situação da empresa exigirá um novo layout do armazém ou a reorganização em seu conjunto.

No entanto, antes de realizar uma ação de impacto tão amplo, é conveniente avaliar se estamos a tirar o máximo proveito de cada área do armazém.

Dicas para melhorar cada área do armazém

Vejamos algumas estratégias de melhoria para cada uma das áreas do armazém:

1. Área de armazenagem de produtos

O objetivo de qualquer armazém é maximizar a sua capacidade efetiva de armazenagem e prevenir que existam lugares vazios acumulando pó. Em geral, destacamos essas três estratégias:

  • Aproveitar a altura: quando a superfície do armazém está ocupada na sua totalidade, ampliar níveis em altura é uma solução muito comum e normalmente está ligada a sistemas automáticos como a instalação de transelevadores, uma vez que são mais versáteis e seguros do que os equipamentos manuais.
  • Reduzir o espaço dedicado a corredores ou eliminá-los diretamente: essa medida depende das limitações apresentadas pelos equipamentos de movimentação utilizados, assim como das características da atividade realizada no armazém. Por exemplo, reduzir corredores com sistemas de armazenagem compactos ou estantes móveis pode chegar a dobrar a capacidade efetiva, mas também limita o acesso direto a cada unidade de carga individual.
  • Adaptar os sistemas de armazenagem aos tipos de carga: padronizar o tipo de unidade de carga ajudará a preparar o terreno para implementar essa estratégia. Por exemplo, se manusearmos produtos pequenos, adaptamos os espaços existentes nas estantes às suas dimensões.

2. Área de picking ou preparação de pedidos

Quanto maior for a importância operacional do picking e da preparação de pedidos, mais importante será a configuração das áreas do armazém dedicadas a essa tarefa. De fato, existem armazéns cuja operação gira completamente em torno das tarefas de picking.

Por exemplo, esse é o caso da empresa francesa Van Heck Interpieces, que podemos adotar como modelo para destacar algumas estratégias de melhoria muito úteis para as áreas de picking:

  • Adaptar a estratégia de slotting ou de localização de produtos à rotatividade de cada artigo e às suas dimensões, entre outros parâmetros logísticos (nível de periculosidade, temperatura, peso, etc.).
  • Melhorar a ligação entre áreas e evitar deslocações com soluções de automatização como os transportadores para caixas.
  • Otimizar o equipamento dedicado ao picking: estantes com acesso direto à mercadoria, estações de preparação de pedidos e embalagem.
Área de picking assistida por transportadores para caixas
Área de picking assistida por transportadores para caixas

3. Áreas de carga e descarga, recebimento e expedição

As áreas de carga e descarga, e as dedicadas ao recebimento de mercadorias e à expedição compartilham o objetivo de garantir que os fluxos de mercadoria sejam ágeis e rápidos nos pontos de acesso ao armazém. Para consegui-lo:

  • Controlar o tráfego nas docas de carga: um correto planeamento vai evitar aglomerações e camiões parados à espera para carregar ou descarregar. A automatização da carga e descarga, e o uso de um Sistema de Gestão de Armazéns (WMS) facilitam bastante essa tarefa.
  • Designar áreas de quarentena ou reservadas perto das docas para fazer o controle de qualidade dos pedidos que entram e saem: a mercadoria parada não deve constituir um obstáculo para a correta deslocação do pessoal.

4. Área técnica para os equipamentos de movimentação

As áreas técnicas são as destinadas à manutenção e recarrega das baterias dos equipamentos de movimentação. Estas devem cumprir as mais rigorosas normas de segurança, tanto na localização (por exemplo, nas câmaras frias devem situar-se fora da área refrigerada do armazém), quanto nas condições ambientais pertinentes.

A área do armazém para a manutenção dos equipamentos deve cumprir todas as normas de segurança
A área do armazém para a manutenção dos equipamentos deve cumprir todas as normas de segurança

5. Área administrativa e de gestão do armazém

Qualquer armazém precisa ter uma área reservada para as operações administrativas. Os escritórios:

  • Devem estar incluídas na própria instalação de armazenagem para que os gestores não percam o contato com o dia a dia do armazém. Podem estar ao nível do solo do armazém ou num piso superior, de onde se tenha visibilidade da área de armazenagem ou das áreas de carga e descarga.
  • Devem ter uma excelente ligação informática com o servidor da empresa (especialmente se o seu WMS seguir o modelo de implantação on-premise) e com os restantes computadores instalados no armazém.

Em suma, o layout do armazém é um dos pilares onde se alicerça a atividade de qualquer instalação de armazenagem. Analisar cada zona do armazém de forma individual e minuciosa ajuda a detectar oportunidades de melhoria..

Se quiser receber orientações de um dos especialistas da Mecalux, não hesite em entrar em contato.