Quais os processos de armazenagem que podem ser automatizados?

13 Abril 2021

A automatização dos diferentes processos de armazenagem é uma das estratégias mais eficientes para atingir o triplo objetivo de todo armazém: reduzir os custos operacionais, melhorar a qualidade do serviço e aumentar a eficácia global da instalação de armazenagem.

No âmbito das tarefas diárias de um armazém podemos diferenciar claramente entre dois processos de automatização: o manuseio da carga e a organização automática das tarefas que devem ser realizadas. Vamos conferir cada um deses pontos em detalhes.

Automatização dos processos de movimentação de cargas

Estes são os principais processos de armazenagem que podem ser automatizados:

- Movimentação de cargas dentro do armazém

Para tal tarefa podem ser utilizados diferentes sistemas automáticos:

  • Transportadores de paletes e transportadores para caixas: os transportadores de roloss ou de correntes são um dos sistemas automáticos mais usados para interligar diferentes áreas do armazém e inclusive diferentes fábricas.
  • Carris ou transportadores aéreos para cargas leves: a vantagem que oferecem em relação aos transportadores tradicionais é que podem mover cargas leves a grandes velocidades e permitem transferências com curvas sem muita dificuldade. São integrados com circuitos de transportadores e lançadeiras.
  • Lançadeiras: trata-se de um sistema que faz a ligação em linha reta de diferentes áreas do armazém com maior rapidez do que os transportadores. Podemos ver um exemplo bastante ilustrativo da combinação de lançadeiras e carris no armazém da empresa polonesa Cerámika Paradyż.

- Extração de mercadorias das estantes

Destacam-se os transelevadores para paletes e os miniload: são sistemas que se deslocam ao longo das estantes e recolhem as cargas indicadas pelo WMS.

Os diferentes modelos de transelevadores são diferentes nas seguintes características:

  • A velocidade que podem alcançar.
  • O peso da carga que suportam.
  • O nível de profundidade ao qual chegam nas estantes, o que depende do tipo e comprimento dos garfos telescópicos equipados.
  • As posições que podem englobar. Por exemplo, os transelevadores trilaterais abrangem três: um frontal e dois laterais.

Neste ponto também é preciso mencionar os carros automáticos Pallet Shuttle. Tanto na sua versão semiautomática quanto na completamente automatizada, esse dispositivo transfere as paletes do fundo da estante para a sua extremidade. Por isso, a combinação mais utilizada é com sistemas de armazenagem compactos.

- Carga e descarga de camiões

Nesse processo de armazenagem também são utilizados transportadores e plataformas integrados nos cais de carga, que são capazes de carregar e descarregar camiões inteiros de paletes numa única manobra.

- Controle de qualidade com os postos de inspeção de paletes

Os postos de inspeção de paletes foram instalados nos circuitos de transportadores e costumam estar localizados na área de recebimento das mercadorias. Junto ao software de gestão de armazém (WMS), encarregam-se de identificar, pesar, medir e comprovar o estado da palete de forma automática.

- Acondicionamento de pedidos

Na automatização de picking e preparação de pedidos, existem máquinas auxiliares capazes de etiquetar e embalar as paletes.

Além disso, se a preparação de pedidos for realizada de modo manual, há a possibilidade de disponibilizar braços manipuladores que permitem que os operadores manuseiem cargas sem fazer esforço físico, assim como fez a empresa espanhola Porcelanosa no seu armazém automático projetado pela Mecalux.

Diferentes sistemas permitem automatizar os processos do armazém que tenham relação com a preparação de pedidos
Diferentes sistemas permitem automatizar os processos do armazém que tenham relação com a preparação de pedidos

Automatização da organização dos processos de armazenagem

Isso consegue-se com a integração de um bom Sistema de Gestão de Armazém, que é fundamental para:

- Uma distribuição adequada das tarefas na equipa de trabalho

O software Easy WMS inclui essa tarefa nas suas funcionalidades e também permite ir um passo além graças ao módulo adicional Labor Management System/Gestão da Força de Trabalho. Este mede de forma contínua o desempenho dos funcionários, detectando ineficiências e pontos de melhoria.

- Auxílio nas tarefas de picking e preparação de pedidos

O WMS organiza as rotas de picking em função das linhas de pedido e das suas localizações. Esta organização automática traduz-se no aumento da velocidade, da precisão e da segurança na preparação de pedidos.

- A otimização da atribuição das localizações dos produtos

O Easy WMS é capaz de gerir as localizações decidindo de forma automática onde colocar cada carga. Isso significa um maior aproveitamento do espaço de armazenagem e permite aplicar critérios de atribuição de armazenagem aleatória ou armazém caótico.

- O controle sobre a identificação e rastreabilidade das mercadorias

O WMS centraliza toda a informação sobre as mercadorias e os seus movimentos dentro do armazém. O Easy WMS garante a rastreabilidade dos processos do armazém e dos demais atores da cadeia de fornecimento com sistemas de aviso sobre incidentes e métricas em tempo real.

Estes são os principais processos de armazenagem que podem ser automatizados. No entanto, caso necessite de mais informações sobre os diferentes sistemas ou sobre as possibilidades oferecidas pelo software especializado, não hesite em entrar em contato conosco: encontraremos as melhores soluções adaptadas às suas necessidades para cada momento.