Quando aplicar o 'pick-to-cart' ou picking com carros?

30 Março 2020

O pick-to-cart ou picking com carros é um método de picking e preparação de pedidos onde os operadores se deslocam à procura dos produtos com um carrinho onde estes vão sendo depositados e classificados.

O habitual é usar os carros de picking seguindo a metodologia de batch picking ou picking por lotes. Esse método também pode ser combinado com picking por área (é atribuída uma área específica para cada operador) e picking por ondas (as janelas de preparação de pedidos são sequenciadas).

Características do método pick-to-cart

O pick-to-cart é uma metodologia que exige um baixo investimento inicial, pois situa-se no âmbito dos métodos homem-produto com pouca automatização.

O picking com carros é especialmente recomendado:

  • Se ocorrer uma alta concentração de referências armazenadas, por isso as deslocações são limitados.
  • Se os produtos em stock forem pequenos e facilmente transportáveis.
  • Se houver muitos pedidos com referências em comum. Dessa forma, podemos ir à localização concreta e todas seriam recolhidas ao mesmo tempo.
  • Se o número de SKU for limitado, pois, quanto maior for o número de referências manuseadas, mais complexa será a sua classificação (e mais propensa a erros).

O pick-to-cart não é a melhor opção:

  • Se houver um alto volume de pedidos, pois a circulação gerada nos corredores poderia congestionar a instalação. Uma solução para este problema pode ser a instalação de um circuito de transportadores para caixas que interligue as diferentes áreas do armazém.
  • Se for necessário percorrer longas distâncias. Nesse caso, para ganhar velocidade seria melhor utilizar equipamentos de movimentação elétricos, tais como máquinas recolhe-pedidos ou porta-paletes.
  • Se os produtos armazenados forem volumosos ou difíceis de manusear manualmente. Inclusive se a priori não parecem muito pesados, é necessário considerar a soma de todos eles.

Tipos de carro para picking

A seleção do carro para picking também exerce um impacto direto na produtividade do pick-to-cart. Por exemplo, as suas dimensões e o material com o qual foi fabricado podem limitar a sua manobrabilidade. Podemos destacar os seguintes tipos de carro para picking:

  • Roll container: são carros metálicos rodeados de grades que permitem transportar volumes com segurança. No pick-to-cart, costumam contar com estantes horizontais que multiplicam sua capacidade.
  • Carro para picking com gavetas: cada contentor costuma estar sinalizado com um código de barras. Este vai sendo lido junto ao do produto que é depositado no seu interior para que o Sistema de Gestão de Armazém (WMS) saiba a localização de cada referência. Após finalizar toda a etapa de picking, as referências são embaladas para a sua expedição.
  • Carro para picking preparado para pick-to-box: com o método pick-to-box se pré-seleciona o pacote onde o produto vai ser enviado e inicia-se a rota de picking já deixando as referências diretamente dentro da caixa.
  • Carros para picking destinado a produtos especiais: assim como as estantes para picking, os carros podem ser projetados considerando as características das referências armazenadas, por exemplo, carros com barras para pendurar roupa.
O ‘pick-to-cart’ é recomendado para armazéns com produtos pequenos e fluxos moderados
O ‘pick-to-cart’ é recomendado para armazéns com produtos pequenos e fluxos moderados

Tecnologia para acelerar o pick-to-cart

Não se pode conseguir eficiência no pick-to-cart sem contar com um Sistema de Gestão de Armazém que se encarregue de criar as rotas de picking e organizar as operações. Assim como não é possível aplicar esse método sem contar com dispositivos de identificação que transmitam as informações dos processos ao WMS, tais como os terminais de radiofrequência ou os sistemas de picking por voz.

Visando aumentar a produtividade do pick-to-cart e melhorar a ergonomia, nasceu uma nova geração de carros para picking denominados smart carts ou carros inteligentes. A sua principal característica é que estes carros estão conectados ao Sistema de Gestão de Armazém.

Muitos desses carros inteligentes já trazem integrados indicadores de picking por luz que alertam o operador das localizações que correspondem a cada produto no carrinho. O operador deve acioná-los ao completar a tarefa, da mesma forma que ocorre nas estantes com pick-to-light.

Além disso, alguns modelos de smart carts dirigem-se a um posto de trabalho móvel, o que torna possível executar um picking sem papéis ao incluir um pequeno computador ou tablet que se encarrega de ir sinalizando os passos que o operador deve seguir.

Apesar da sua aparente simplicidade, o pick-to-cart continua a ser um método de preparação de pedidos que oferece interessantes vantagens e inclusive pode conviver com outras metodologias de picking numa mesma instalação. O importante é analisar em profundidade as características do tipo de pedido e o produto do seu armazém para encontrar a fórmula mais eficiente.

Para mais informações, entre em contato conosco para que um dos especialistas da Mecalux analise as operações do seu armazém.