A armazenagem blocada consiste em empilhar a mercadoria diretamente no solo do armazém

Armazenamento em bloco: como otimizar o espaço sem estantes

06 Setembro 2021

O armazenamento em bloco é um método de armazenamento que consiste em empilhar a mercadoria diretamente no solo e que, bem utilizada, proporciona certos benefícios logísticos. É fundamental conhecer as particularidades desse sistema, assim como os cenários onde é mais eficaz se quisermos aproveitá-la ao máximo.

Neste post explicamos o que é exatamente o armazenamento em bloco, os prós e contras e as diferenças entre armazenamento em bloco e compacto.

O que é o armazenamento em bloco

O armazenamento em bloco é um tipo de armazenamento que consiste em empilhar unidades de carga (paletes, caixas ou produtos) uma em cima da outra no solo do armazém sem utilizar as estantes.

A mercadoria pode estar paletizada ou não, dependendo do tipo de produto manuseado. O único fator condicionante é que deve ser suficientemente resistente para aguentar o peso dos restantes produtos. Caso contrário, se o produto for frágil, poderia quebrar a estrutura.

Vantagens e inconvenientes da armazenagem blocada

O armazenamento em bloco é caracterizado por proporcionar os seguintes benefícios logísticos:

  • Redução de custos: provavelmente seja o principal benefício. O armazenamento em bloco é o método de armazenamento mais económico de todos, uma vez que não exige utilizar estantes.
  • Maximização do espaço: otimiza tanto a superfície ao suprimir corredores desnecessários quanto o volume, uma vez que as cargas estão empilhadas (relativamente a ter um apenas palete no solo).
  • Gestão das referências: para que o armazenamento em bloco seja eficiente, é indispensável formar grupos compactos de uma mesma referência. Dessa forma, é favorecido o controlo do stock e a localização de cada produto.

Por outro lado, o armazenamento em bloco apresenta alguns inconvenientes significativos que devemos ter em consideração, tais como:

  • Limitação da altura: está sujeito ao tipo de carga armazenada. Ou seja, se uma grande quantidade de produto for empilhada, a estrutura pode tornar-se instável e colapsar. Apenas as estantes garantem que as cargas podem ser armazenadas em grandes alturas.
  • Dano à mercadoria: se o peso da carga empilhada for excessivo, a mercadoria que está localizada nos níveis inferiores pode danificar-se.
  • Risco de acidentes: as estantes evitam desprendimentos, minimizam os impactos causados pelos equipamentos de movimentação e oferecem uma total estabilidade da carga nas suas localizações. Pelo contrário, armazenamento em bloco não oferece esses benefícios, o que a converte num sistema mais propenso a riscos e acidentes.

Em termos gerais, o principal valor agregado desse modo de armazenamento é seu baixo investimento inicial. No entanto, se quisermos garantir a integridade física da mercadoria e dos operadores, o uso de estantes é imprescindível.

Para conseguir um armazenamento em bloco bem-sucedido é primordial que a mercadoria seja suficientemente resistente
Para conseguir um armazenamento em bloco bem-sucedido é primordial que a mercadoria seja suficientemente resistente

Quando optar por um armazenamento em bloco?

Cada método de armazenamento tem prós e contras e, obviamente, está sujeito ao espaço disponível, ao tipo de mercadoria e ao fluxo de movimentos exigidos, entre muitos outros aspetos. Partindo dessa base, o armazenamento em bloco destina-se a empresas que trabalham com mercadoria preparada para ser empilhada, o que lhes permite reduzir custos e simplificar as operações.

Outro aspeto destacável está relacionado ao giro de stock. O armazenamento em bloco só pode ser utilizado com mercadoria de baixa rotatividade, pois quanto menos operações de entrada e saída de mercadoria ocorrerem, maior estabilidade haverá para a estrutura.

O armazenamento em bloco é mais habitual quando a capacidade de investimento for limitada e existir um espaço para localizar blocos homogéneos de carga. Quando se tem o capital necessário, o mais normal é optar por sistemas de armazenagem que garantam a integridade da mercadoria.

Finalmente, esse método é utilizado em armazéns convencionais para operações de cross-docking ou como stock pulmão de armazenamento temporário. Isso é assim devido ao armazenamento transitório de produtos pendentes de classificar, armazenar, expedir sem passar pela área de armazenamento, etc. É o caso da empresa brasileira Refrescos Bandeirantes, para a qual a Mecalux desenvolveu um projeto onde as paletes são armazenadas blocadas antes de serem depositadas nas estantes compactas drive-in/drive-through. Ou seja, as estantes são combinadas com um uso específico do armazenamento em bloco.

As estantes drive-in são o sistema de armazenamento compacto mais simples
As estantes drive-in são o sistema de armazenamento compacto mais simples

Diferenças entre armazenamento em bloco e compacto

Costuma ser habitual confundir um sistema de armazenamento em bloco com um sistema compacto, embora a diferença entre ambos seja notória: os sistemas de armazenagem compacto utilizam estantes para apoiar a carga, enquanto no armazenamento em bloco a carga apoia-se uma em cima de outra. As estantes de qualquer sistema de armazenagem compacto incluem elementos de proteção que proporcionam uma total segurança à mercadoria e aos próprios operadores.

Existem diferentes sistemas de armazenagem compacto, embora ─ do mesmo modo que ocorre com o armazenamento em bloco ─ todos eles se caracterizam por eliminar corredores para otimizar a superfície de armazenamento. O sistema mais simples de todos é composto pelas estantes drive-in, onde os empilhadores circulam pelo interior das estantes para manusear as paletes.

O sistema Pallet Shuttle, por sua vez, utiliza um carro com motor elétrico para depositar e extrair a carga de estantes. Ao substituir os empilhadores pelo carro, o tempo das manobras e o risco de acidentes sofrem uma redução considerável. Finalmente, temos as estantes móveis Movirack, que são colocadas sobre bases móveis a fim de abrir o corredor de trabalho selecionado e oferecer um acesso direto a toda a mercadoria.

As estantes móveis Movirack proporcionam acesso direto ao mesmo tempo que otimizam a superfície de armazenamento
As estantes móveis Movirack proporcionam acesso direto ao mesmo tempo que otimizam a superfície de armazenamento

Conheça as suas necessidades para encontrar a solução adequada

O armazenamento em bloco pode ser ocasionalmente benéfico se forem previamente e cuidadosamente analisadas todas e cada uma das suas vantagens, riscos, possíveis cenários, etc. É uma forma de armazenamento que do ponto de vista económico é atrativa, uma vez que não exige estantes, mas pode ser contraproducente em caso de práticas inadequadas. O motivo? Aumentam os riscos de acidentes sendo dificilmente escalável (não pode ser utilizada em armazéns automáticos). No entanto, como técnica, pode conviver em armazéns convencionais para usos muito concretos, tal como organizar a mercadoria antes de ser depositada definitivamente em uma estante.

Se acredita que o armazenamento em bloco pode resolver as suas necessidades logísticas, mas não está totalmente convencido, entre em contato com a Mecalux para que possamos ajudá-lo a resolver todas as suas dúvidas e assessorá-lo para que encontre uma solução de armazenagem personalizada.