A organização e distribuição corretas do espaço é uma das variáveis para obter um armazém gerenciado com sucesso.

Como gerir um armazém logístico com sucesso

11 Março 2020

Uma boa organização dos armazéns permite proporcionar um serviço de qualidade com o menor custo possível.

Para gerir um armazém logístico com sucesso é necessário cumprir as seguintes premissas: ter o stock necessário, utilizar o menor tempo possível em operações internas, otimizar fluxos e localizações, contar com pessoal formado e motivado, ter um software de gestão de armazém (WMS) e medir e analisar resultados.

Falamos de uma gestão eficaz quando ocorre uma combinação inteligente e no momento adequado de todas essas variáveis. Siga estas recomendações, tome decisões de acordo com cada momento e gere seu armazém logístico com sucesso.

1. Decisões prévias: o layout do armazém

O layout do armazém deve ser realizado de acordo com uma análise funcional prévia que deve seguir as etapas dos fluxos de materiais, além de refletir as características da instalação.

O layout deve abranger a organização e distribuição do espaço em diferentes áreas operacionais, ter bem definidas as seções e os espaços.

Em qualquer layout de armazém existe um equilíbrio necessário entre a otimização da capacidade de armazenagem e o respeito aos fluxos de materiais para que fluam de acordo com o nível exigido. Nesse sentido, podemos indicar dois aspectos:

  • As localizações ou como colocar a mercadoria com eficiência é uma decisão que pode ser tomada a priori. O critério de localizações no armazém determina a capacidade efetiva da instalação e deve ser definida em função de múltiplas variáveis. Em muitos casos, as áreas de localização fixa convivem com espaços de armazém caótico.
  • Maximizar a capacidade de armazenagem é sinónimo de uma gestão logística correta. Existem diferentes estratégias para otimizar o espaço do armazém que dependerão do tipo de mercadoria e de vários fatores.

2. Conseguir conquistas diárias: a gestão do dia a dia num armazém logístico

Ter uma gestão bem-sucedida exige que o armazém seja rentável. Por isso, é necessário que os custos de manuseio sejam reduzidos, aplicando uma correta distribuição, a ordem adequada dos fluxos e uma conveniente localização dos processos intermediários.

Com o auxílio de um WMS é possível gerir o armazém no dia a dia com sucesso, além de outros aspectos:

  • Gestão de stock precisa: nesse ponto um software ajuda a organizar com exatidão os fluxos de entrada e saída da mercadoria. O uso de um WMS é básico para que o stock seja controlado o tempo todo.
  • Processo de picking ágil: a inclusão de um programa de gestão melhora o desempenho do picking, proporciona um sistema de trabalho mais eficiente e minimiza erros. Também otimiza as deslocações e a ordem de preparação de pedidos, distribuindo a carga de trabalho de forma equitativa entre os operadores.
  • Sistemas de armazenagem adequados: outra das decisões importantes é escolher o tipo de estantes industriais e de equipamentos de movimentação utilizados, sejam manuais, empilhadores ou sistemas completamente automatizados. Para tal será preciso considerar que sejam adequados aos fluxos e ao tipo de mercadoria.
  • As pessoas são protagonistas no dia a dia de um armazém. Trabalhar em condições ideais, aumentar a motivação dos operadores e ter pessoal formado e informado em prevenção de riscos são aspectos-chave para alcançar a excelência em gestão logística. Parte do sucesso está em ter uma equipa de trabalho coerente, motivada e que se sinta importante.
A motivação dos operadores e o auxílio de um software são vitais para uma gestão de sucesso
A motivação dos operadores e o auxílio de um software são vitais para uma gestão de sucesso

3. Última fase: avaliação de resultados em gestão logística

Não existe a certeza absoluta de que a gestão é correta até os processos serem avaliados. Para que a gestão do armazém seja considerada eficaz é preciso selecionar e medir o KPI e controlar dados e resultados. Esses Indicadores-Chave de Desempenho irão permitir obter uma foto da realidade.

Com os dados em mãos é preciso continuar a tomar decisões para corrigir alguns aspectos ou seguir nessa linha de trabalho. Os processos-chave devem estar claramente definidos e devem contar com indicadores reais que permitam continuar a avaliar o funcionamento do armazém para:

  • Aumentar a competitividade da empresa e melhorar o desempenho do armazém.
  • Minimizar erros.
  • Melhorar os níveis de qualidade.
  • Diminuir as despesas.
  • Aumentar a produtividade global da equipa de trabalho.

Como vimos, o sucesso na tomada de decisão em logística tem relação em como fazer no momento adequado: antes, durante e depois. Siga essas recomendações para gerir seu armazém de uma forma eficaz.

Na Mecalux, trabalhamos para otimizar a gestão do seu armazém. Entre em contato com os nossos especialistas em logística: eles vão assessorá-lo sobre as suas necessidades, assim como proporcionarão as soluções que o ajudarão a continuar crescendo.