Os envios em 24 horas são um desafio logístico para todas as áreas da cadeia de abastecimento.

Entregas em 24 horas: como superar o desafio logístico?

06 Julho 2021

O principal objetivo da logística tem-se mantido estável ao longo do tempo: entregar os produtos certos no local e prazo acordados e com o menor custo possível. No entanto, empreendê-lo nunca foi tão complexo como hoje. Isso deve-se, em grande medida, aos novos padrões que se estabeleceram no setor a partir da generalização do comércio online. Entre eles, destacam-se as entregas em 24 horas ou no mesmo dia, em domicílio, sem erros e a um preço acessível.

Neste contexto, limitar custos e, ao mesmo tempo, garantir um nível de serviço excecional aos clientes tornou-se um desafio logístico. No nosso artigo abordamos as implicações da consolidação dos envios urgentes e exploramos soluções que já estão a funcionar em armazéns do setor.

Os novos hábitos de consumo exigem envios rápidos e gratuitos

É impossível entender a realidade logística dos envios em 24 horas sem destacar o papel que os consumidores desempenham como impulsionadores da mudança. A pesquisa Consumer View, da National Retail Federation (2019) reflete as principais exigências dos clientes nesse sentido:

  • 65% dos consumidores levam em consideração custos e prazos de entrega antes mesmo de adicionar produtos ao carrinho de compras, portanto, as condições de entrega afetam diretamente à decisão de compra.
  • 75% dos entrevistados esperam que o envio seja gratuito ao comprar num e-commerce, percentual que aumenta sete pontos em relação ao ano anterior.
  • 70% afirmaram que já experimentaram e estão satisfeitos com os métodos de entrega BOPIS (comprar online, retirar na loja) quando são gratuitos.

Além disso, outra pesquisa da DHL sobre envios de comércio eletrónico completa o mapa de expectativas do consumidor atual. Dessa forma, destacam-se o desejo de ter um bom serviço de atendimento ao cliente, de optar por um prazo de entrega rápido com entregas em 24 horas ou menos, de ter múltiplas opções de entrega à sua escolha e de poder utilizar os diferentes canais de venda para compras e devoluções indistintamente (omnichannel).

A origem do padrão de entrega em 24 horas

Há alguns anos, a Amazon decidiu remover as barreiras que tradicionalmente impediam os consumidores de comprar online. O objetivo era oferecer uma experiência de compra rápida, confortável e segura. Não só teve sucesso, mas também estabeleceu um padrão para o resto das empresas dedicadas às vendas online: é o chamado 'efeito Amazon'. Que impacto isso teve na logística?

A Amazon estabeleceu envios em 24 horas (ou até no mesmo dia), como prazo de entrega normal esperado pelos consumidores. A popularidade do programa de assinaturas Amazon Prime - só nos Estados Unidos tinha mais de 112 milhões de usuários no final de 2019 - baseia-se justamente nos envios rápidos e gratuitos, que, além disso, são executados com grande eficiência.

Com um prazo de tempo tão limitado, a disponibilidade do stock deve ser imediata, assim como a sua localização mais próxima ao ponto de entrega final. Isso encheu os armazéns com stock e aumentou a procura por espaço de armazenagem em torno dos grandes centros urbanos. Aspetos que levaram as empresas a criar estratégias de armazenagem específicas para e-commerce (a própria Amazon tornou famoso o critério de armazenagem aleatória ou caótica).

Entregas em 24 horas e pedidos de poucas unidades são duas das características típicas da logística e-commerce

Entregas em 24 horas e pedidos de poucas unidades são duas das características típicas da logística e-commerce

Obstáculos para cumprir os envios num dia

Operar com envios em 24 horas traz dificuldades para as quais nem todas as empresas estão preparadas, pois:

  • Exigem um controlo de stock excecional em toda a rede de logística.
  • Geram tarefas complexas de preparação de pedidos devido ao manuseio de pequenas unidades de carga e ao prazo limitado para o envio.
  • Muitas vezes, causam falta de espaço de armazenagem, pois as mercadorias devem ter acessibilidade máxima para acelerar o picking.
  • Exigem a implementação de ferramentas de rastreabilidade logística em todas as direções: tanto nas entregas ao cliente como no controlo das devoluções efetuadas.
  • Os custos de logística aumentam em todas as áreas da cadeia de abastecimento, desde a seleção de fornecedores para a compra de stock até a última milha.

Como preparar o armazém para atender as entregas em 24 horas

Quando falamos em organizar armazéns que atendam pedidos para e-commerce, não existem soluções únicas. Porém, existem algumas estratégias que já têm dado bons resultados às empresas do setor e que as estão a capacitar a trabalhar com a velocidade que os envios em 24 horas exigem. Destacamos as principais a seguir, ilustrando-as com alguns exemplos:

Picking otimizado com a ajuda do WMS

Para atingir o objetivo de entregar em 24 horas, o manuseio dos produtos que compõem um pedido deve ser reduzido ao mínimo. O sistema de gestão de armazém é fundamental para realizar um número crescente de ordens de picking sem erros e com a máxima rapidez, pois controla com precisão os dados de inventário do armazém. Com um software de gestão de armazéns como o Easy WMS, o chefe da instalação é capaz de estabelecer prioridades, estratégias de picking e organizar os operadores para que as cargas de trabalho sejam distribuídas adequadamente.

Foi assim que o armazém da La Ruche, operador logístico francês dedicado ao setor do comércio eletrónico, passou da gestão de 150 encomendas diárias com sistema manual para o envio de 500 por dia, registando uma melhoria de 233% com a instalação do Easy WMS.

Por outro lado, o WMS pode ser integrado a outros dispositivos que agilizam o processo de preparação do pedido, como, por exemplo, com smart carts se o picking for feito com carrinhos, com auriculares de voice picking ou com os sinais do pick-to-light. Tudo isso com o objetivo de reduzir os tempos de ciclo da instalação.

O WMS para coordenação com os todos os elos da cadeia de abastecimento

Como numa corrida de revezamento, o pedido é movido ao longo da cadeia de abastecimento e a margem disponível para chegar a tempo vai se esgotando. Para salvar etapas intermediárias e comunicar o status do seu pedido ao cliente, é necessário ligar o armazém às agências de transporte.

Isso é algo que muitas empresas de e-commerce fazem com módulos especializados para o WMS. No caso da Mecalux, é o Multi Carrier Shipping Software. Este sistema harmoniza a etiquetagem das embalagens para que saiam do armazém preparadas para serem manuseadas pelas agências de transporte (e não tenham que ser reembaladas). Além disso, atribui um tracking number a cada pedido para que o cliente possa aceder às informações diretamente da aplicação da operadora.

Plataformas e passarelas para aproveitar cada metro de armazenagem

Com entregas num dia, o tempo de preparação do pedido no armazém é reduzido para horas e isso obriga os produtos a ficarem ao alcance dos operadores. Portanto, armazenagem em altura ou soluções de armazenagem compacta geralmente não são as favoritas para armazéns de e-commerce. Escolher estantes de picking com passarelas é uma solução para estes casos.

A distribuição da mercadoria em plataformas multiplica a área de armazenagem disponível, mas não reduz a sua acessibilidade. Essa foi a estratégia escolhida para o armazém da marca de calçados Pikolinos. Totalmente focada na preparação de pedidos destinados às lojas físicas ou domicílios, esta instalação é setorizada segundo o método ABC: as referências com maior rotação ocupam os andares mais baixos, enquanto os andares superiores abrigam os produtos menos procurados. Assim, as viagens para a área de expedições são encurtadas e o pedido pode sair o mais rápido possível.

As estantes de picking com passarelas no armazém Pikolinos

As estantes de picking com passarelas no armazém Pikolinos

Automação do transporte interno no armazém

A movimentação dos operadores até o produto é a fase do picking que mais tempo consome. Por este motivo, muitas instalações que operam com envios urgentes decidem automatizar o transporte interno de mercadorias, principalmente se forem armazéns com grandes superfícies ou com vários andares.

Os transportadores para caixas são muito úteis neste sentido, pois não só permitem a ligação de diferentes áreas, mas também aceleram a movimentação de mercadorias entre os diferentes andares. Por exemplo, a Mecalux instalou-os no armazém da Eobuwie, um e-commerce polaco especializado em moda e acessórios. Isso foi feito precisamente para economizar tempo dos seus operadores nas tarefas de picking, uma vez que eles trabalham diretamente nas áreas que são designadas seguindo uma estratégia de picking por lotes ou batch picking. Por outro lado, os transportadores também auxiliam na classificação de pedidos na área de consolidação.

Logística adaptada às entregas em 24 horas

Competir no ecossistema dos envios 24 horas significa abraçar a transformação digital: só assim é possível corresponder às expectativas dos clientes em relação ao serviço de logística nas suas compras online.

Se deseja que o acompanhemos na conversão para esta nova dinâmica logística, entre em contato conosco entre em contato connosco e um dos nossos especialistas analisará a situação do seu armazém para melhorar a sua atividade.