A paletização é fundamental para a segurança da carga no armazém

A importância da paletização

17 Maio 2022

A paletização é um processo logístico que consiste em agrupar a mercadoria em cima de uma palete com a finalidade de unificar uma carga para ser mais fácil transportá-la através de diferentes equipamentos de movimentação. A palete, uma plataforma horizontal formada por tábuas, proporciona uma base de sustentação aos produtos permitindo que os garfos do empilhador ou porta paletes possam recolher e mover toda a carga ao mesmo tempo.

A paletização, além de facilitar o transporte, protege a mercadoria desde que se inicia a sua paletização até à sua chegada ao destino, mantendo o produto em perfeitas condições até ao seu próximo processo logístico ou até chegar ao cliente final.

Com o objetivo de proporcionar estabilidade à mercadoria, a escolha do tipo de palete é fundamental, por isso é importante considerar além do material em que foi fabricado ─há paletes de madeira, paletes de plástico ou paletes de metal─, as medidas que deve ter ─palete europeia, palete americana e semipalete, maioritariamente─.

Do que depende a escolha da palete? Entre outras razões:  

  • Dos diferentes sistemas de armazenagem que formam o armazém.
  • Dos equipamentos de movimentação, manuais ou automáticos.
  • Do tipo de produto que vai armazenar.
  • Dos diferentes fornecedores da empresa.

Vantagens da paletização

A introdução da palete como unidade de carga padrão no armazém permitiu:

  • A carga e descarga mais eficiente da mercadoria: o uso de paletes permite que os operadores ─ou as docas de carga automáticas─ carreguem e descarreguem a mercadoria do camião com maior agilidade, pois os equipamentos de movimentação podem empilhar os produtos reduzindo o número de deslocações.
  • Mais agilidade no fluxo de mercadorias no armazém: a mercadoria, empilhada em paletes, pode ser movida com facilidade pelo armazém, cumprindo as etapas atribuídas a cada produto. 
  • Maior segurança para os produtos armazenados e para os operadores: as paletes evitam que o operador tenha de mover individualmente as cargas, proporcionando maior segurança tanto à mercadoria quanto ao operador.
  • Controle do inventário: a carga sobre paletes possibilita exercer um controle mais rigoroso de cada referência. Dado que o chefe do armazém está ciente do volume de produtos que é empilhado em cada palete, num relance ele já pode ter uma ideia do nível de stock de cada produto.
  • Otimização da superfície de armazenagem: quando falamos de palete, um dos conceitos-chave é o empilhamento. Os diferentes sistemas de armazenagem, sejam manuais ou automáticos, aproveitam ao máximo o espaço de armazenamento, evidentemente cada um deles com as suas vantagens e inconvenientes. 
A palete nasce para agilizar o transporte de víveres às tropas durante a Segunda Guerra Mundial
A palete nasce para agilizar o transporte de víveres às tropas durante a Segunda Guerra Mundial

Quando nasce a paletização? História de um processo logístico  

A palete é considerada a grande revolução logística do século XX. Diante de mercadorias cada vez mais pesadas, as empresas americanas do início dos anos 20 começaram a utilizar patins de madeira, precursores da palete, para agilizar os fluxos de mercadorias dentro do armazém.

Mas foi no âmbito militar onde se desenvolveu o conceito de palete que conhecemos atualmente. Na Segunda Guerra Mundial (1939-1945), os exércitos precisavam de um sistema para transportar com agilidade maiores quantidades de armamento e víveres para as tropas que estavam na frente de combate. Desde a Segunda Guerra Mundial até o início do século XXI, as paletes consolidaram-se como o principal elemento da logística, permitindo agilizar as deslocações da mercadoria nas etapas de recebimento, armazenamento e entrega. Não é por acaso que tanto os armazéns convencionais quanto os armazéns automáticos precisam de paletes em excelente estado para funcionar e garantir o melhor desempenho da instalação.

No entanto, a consolidação do e-commerce tornou a maioria das instalações de armazenagem mais complexas. Atualmente, a mercadoria é armazenada em paletes, mas também em caixas

Por isso, as paletes já não detêm o monopólio como unidade de carga de referência. Embora continuem a ser as mais estendidas no setor industrial, alimentar ou automóvel, em outros setores como o retalho ou o e-commerce, onde os pedidos são de menor volume e de uma ou mais referências, a paletização praticamente tornou-se obsoleta. 

A paletização otimiza a capacidade de armazenagem da instalação
A paletização otimiza a capacidade de armazenagem da instalação

Como realizar adequadamente a paletização?

O processo de paletização tem duas etapas: a carga de material e a fixação da mercadoria. Em primeiro lugar, é necessário localizar todas as unidades de carga de uma maneira uniforme, empilhando-as adequadamente. Como regra geral, costumam ser depositadas em caixas de pequeno tamanho, facilmente empilháveis uma em cima da outra graças ao seu formato regular.

Além disso, no momento da paletização, é preciso considerar que o peso da palete deve estar bem distribuído não devendo nunca se ligar unicamente no centro ou nas laterais. Nesse caso, a palete ficaria deformada colocando em risco a mercadoria, assim como os operadores que trabalham no armazém. Evidentemente, o material que compõe o pacote não pode sobressair, nem horizontal nem verticalmente, pois poderia cair durante o armazenamento ou transporte da carga, representando um grave prejuízo para a empresa. 

A estrutura da palete deve ser estável para garantir a segurança da mercadoria
A estrutura da palete deve ser estável para garantir a segurança da mercadoria

Uma vez empilhada a carga sobre a palete, é preciso criar uma estrutura compacta que garanta a estabilidade do conjunto durante as diferentes operações; para tal se costuma usar filme transparente. Essa ação é conhecida como arquear a sua finalidade é proteger e consolidar a mercadoria. Embora esse processo antigamente fosse realizado de forma manual, atualmente existem dezenas de soluções automáticas no mercado. 

Múltiplas unidades de carga no armazém, a nova logística

Apesar do auge do e-commerce ter aumentado o número de armazéns que substituíram as paletes tradicionais pelas caixas, especialmente no setor moda e retalho, ainda restam muitas instalações cujas operações são realizadas com paletes

A carga paletizada permite pré-cargas em áreas de acumulação ou buffers temporários
A carga paletizada permite pré-cargas em áreas de acumulação ou buffers temporários

Convém destacar que cada vez mais empresas optam por soluções automáticas em logística, dando uma maior importância ao correto processo de paletização. Toda a instalação automatizada ─ou semiautomatizada─ exige que o estado da palete e da arqueação seja correto para que a mercadoria não caia nem atrapalhe o bom desenvolvimento da operação. 

A Mecalux possui uma vasta experiência na implantação de centros logísticos adaptados às necessidades dos seus clientes.  De fato, conta com uma vasta gama de sistemas de armazenagem para paletes, tanto convencionais quanto automáticos. Não hesite em entrar em contato connosco, um assessor especializado se encarregará de informá-lo sobre a melhor solução para suas necessidades.